maio 26, 2020

Giro no mercado

Magazine Luiza (MGLU3), Teve queda de 76,7% no lucro líquido do primeiro trimestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 30,8 milhões. 

Apesar da queda no lucro, a companhia conseguiu aumentar a receita líquida em 20,9% na comparação anual, para R$ 5,235 bilhões. 

Com isso, a margem líquida da Magazine Luiza (relação percentual entre lucro líquido e receita líquida) foi de 0,6% no primeiro trimestre de 2020, contra 3,1% no mesmo período do ano passado. 

As vendas totais, que incluem marketplace, cresceram 34% nos três primeiros meses deste ano em relação ao valor registrado um ano antes, totalizando R$ 7,663 bilhões. O e-commerce foi responsável por mais da metade do desempenho (53,3%). 

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da varejista ficou em R$ 332,6 milhões, queda de 15,9% na comparação anual. 

A margem Ebitda (relação percentual entre a receita líquida e a geração operacional de caixa, o Ebitda) ficou em 6,4%, ante 9,1% no primeiro trimestre do ano passado. 

A Magazine Luiza encerrou o primeiro trimestre com 1.157 lojas físicas, sendo 51 quiosques em parceria com as Lojas Marisa. 

Caixa e dívida: Sobre o caixa, a varejista afirmou que a posição líquida ajustada aumentou de R$ 1,4 bilhão em março de 2019 para R$ 3,8 bilhões em março de 2020, em função da geração de caixa, dos investimentos e aquisições realizados, bem como da oferta subsequente de ações concluída em novembro de 2019. 

A varejista encerrou os três primeiros meses deste ano com uma posição total de caixa de R$ 4,6 bilhões, considerando caixa e aplicações financeiras de R$ 2,6 bilhões e recebíveis de cartão de crédito disponíveis de R$ 2 bilhões. 

Já a dívida líquida da companhia passou de R$ 3,9 bilhões em dezembro de 2019 para R$ 1,77 bilhão no fim de março deste ano.

Marcopolo SA (POMO4), apresentou no primeiro trimestre de 2020 um lucro líquido de R$ 10,7 milhões, uma queda de 60% na comparação com igual período de 2019.

Vale (VALE3), Vale anunciou, na segunda-feira à noite, que está negociando a venda de sua participação na Vale Nouvelle-Calédonie de forma exclusiva com a australiana New Century Resources. 

Segundo comunicado à CVM, as negociações incluem um pacote financeiro para dar suporte a continuidade das operações da Vale Nouvelle-Calédonie.

JHSF (JHSF3),o Conselho de Administração da JHSF aprovou a aquisição, por R$ 3 milhões, da Casa Fasano, que oferece serviços de buffet em todo o território nacional. 

Portobello (PTBL3), terminou o 1o. trimestre de 2020 com um lucro líquido de R$ 21 milhões, revela um comunicado enviado ao mercado nesta segunda-feira (25). Um ano antes, a empresa tinha registrado um prejuízo de R$ 17,2 milhões. 

“Este resultado foi atingido por meio da estrutura organizacional focada na eficiência, na busca por margens maiores, além da maturidade dos novos negócios”, explica a empresa. 

O Ebitda chegou a R$ 36 milhões e ficou R$ 33 milhões acima do alcançado no primeiro trimestre de 2019.A receita líquida totalizou R$ 274 milhões, com crescimento de 15%, estabelecendo novo recorde para o primeiro trimestre. 

“Entre os fatores que impulsionaram esse crescimento destacam-se o mix de produtos de maior valor agregado, maturação da operação nos EUA, além da ampliação da participação das lojas próprias”, diz a empresa. 

Centauro (CNTO3): A varejista de roupas e acessórios esportivos Centauro (Grupo SBF) vai realizar uma oferta pública de ações ordinárias que pode chegar a movimentar até R$ 928,8 milhões. O Conselho de Administração da empresa enviou nesta manhã à CVM o fato relevante da oferta.A oferta será feita com esforços restritos e considera 25 milhões de ações ON, mas com possibilidade de um lote adicional de até 35% (8,75 milhões). Considerando a cotação do papel na segunda-feira, R$ 27,52, a operação pode movimentar R$ 928,8 milhões. O período de reserva termina em 2 de junho. 

CSN (CSNA3), Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5): A produção de aço bruto foi de 1,8 milhão de toneladas em abril, um recuo de 39% na comparação com igual mês do ano passado. No acumulado do ano, a queda foi de 14,3%, para 9,95 milhões de toneladas, segundo dados divulgados pelo Instituo Aço Brasil na segunda-feira. 

As exportações caíram de 1 milhão de toneladas para 732 mil toneladas, uma queda de 28,8% em abril. Entre janeiro e abril, a queda foi de 16,6%, para 3,42 milhões de toneladas. 

Devido à pandemia do coronavírus, o uso da capacidade instalada da indústria de aço ficou pouco acima de 40%. Em geral, o uso da capacidade instalada fica acima de 80%. 

LATAM: O Grupo Latam Airlines informou em comunicado nesta terça-feira (26) que a companhia e suas afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos pediram recuperação judicial nos EUA por conta da crise do novo coronavírus.

No documento, a empresa aérea afirmou que “anuncia reorganização para garantir sustentabilidade no longo prazo”. Argentina, Brasil e Paraguai não estão incluídos no processo de reorganização pelo Capítulo 11. “A entidade da LATAM no Brasil está em discussão com o governo brasileiro sobre próximos passos e suporte financeiro às operações brasileiras”, informou.

O Capítulo 11 faz parte da lei de falências dos EUA e permite prazo para que as companhias se reorganizem financeiramente. 


NomePreçoVar(%)
US Dollar vs BRL5,38-1,15%
Euro vs BRL5,91-0,42%
Sterling vs BRL6,64+0,01%
Yen vs BRL0,05-0,89%


maio 25, 2020

YBBRIO Holdig UK , riscos de conformidade (Compliance)

OBJETIVO E ABRANGÊNCIA 

A presente Política disciplina a estrutura de gerenciamento de riscos de conformidade (Compliance) da YBBRIO e YB2B UK , descrevendo as diretrizes, papéis e atribuições relacionadas às áreas de Compliance, em aderência à legislação aplicável. 

As disposições desta Política aplicam-se indistintamente a todas as empresas pertencentes ao Conglomerado YBBRIO Holding UK sujeitando todos os funcionários, ainda que terceirizados ou correspondentes que prestem serviços relevantes ao Conglomerado. 

A todos eles compete o dever de avaliar e tratar os riscos de conformidade (Compliance) a que a YBBRIO pode estar exposto. 

As entidades subsidiárias da YBBRIO, controladas e coligadas, poderão editar normas adicionais à presente Política, destinadas a disciplinar o tema dentro de sua alçada de atuação. 

1.1 DEFINIÇÃO A expressão “risco de conformidade (Compliance)” corresponde à possibilidade de ocorrência de sanções, perdas financeiras ou danos de reputação/imagem, em razão do descumprimento ou tratamento inadequado de normas externas (leis, regulamentos, recomendações e orientações de entidades reguladoras e autorreguladoras, nacionais ou estrangeiras) e/ou do código de ética e demais políticas internas que norteiam o cotidiano e os negócios da nossa empresa.

O risco de conformidade (Compliance) deve ser gerenciado de forma integrada com os demais riscos tratados no Conglomerado.

maio 24, 2020

Soja: Brasil pode exportar 77,5 milhões de toneladas em 2020

Caso a projeção se concretize, representará alta de 5% em relação ao ano de 2019. Elevação está baseada principalmente na grande demanda chinesa
A previsão para as exportações de soja são de 77,5 milhões de toneladas em 2020, segundo o quadro de oferta e demanda brasileiro, divulgado pela Safras & Mercado. O volume subirá em torno de 5% em relação a 2019.

Plano Safra: ‘É preciso equilíbrio entre juros e volume de crédito rural’

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Eduardo Sampaio, confirmou com exclusividade ao Canal Rural que o Plano Safra 2020/2021 será anunciado no dia 15 de junho. O agendamento da data só foi possível porque nesta quinta-feira, 21, Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 8/2020, que abriu crédito suplementar de R$ 343,6 bilhões nos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União. Parte desse recurso, aproximadamente R$ 4,9 bilhões, vão ser destinados ao Ministério da Agricultura.

De acordo com o comentarista do canal Rural Ivan Wedekin, o que falta definir é como serão os juros praticados e o volume de dinheiro destinado para o produtor rural.”Certamente teremos uma redução na taxa de juros, pois o custeio, em momentos de crise, é uma prioridade ainda maior. O governo também vai alocar um bom volume de recursos para investimento e deverá também reduzir algumas taxas nesses financiamentos de longo prazo, que melhora a tecnologia na agricultura”, disse.

Na opinião de Wedekin, é possível chegar a uma taxa de juros abaixo dos 3% para pequenos produtores. “Pegando os grandes produtores rurais, a taxa de juro atual é de até 8%. Acho que o governo tem condição de baixar para até 6%, para médio produtores de 4% a 5% e, pequenos, de 2,5% a 3%. Esses percentuais serão discutidos, sem dúvida, nas próximas duas semanas.”

O capital de giro tem se mostrado o principal motor das atividades, tanto que o Banco Central tenta aquecer a economia com diversas linhas de crédito para diferentes setores e, segundo o comentarista, no agro o investimento deverá ser feito em linhas de maior prazo . “Na agricultura, nos últimos 10 meses, o volume de crédito para investimento cresceu 18%. Produtores estão entusiasmados com o dólar favorável para as exportações e eu entendo que o governo deverá priorizar algumas linhas de crédito de investimento para armazenagem, inovação e agricultura de baixo carbono. Então, algumas linhas como máquinas e equipamentos tenham que trabalhar com uma taxa de juros sem tanta ajuda do Tesouro Nacional”, finalizou.

Fonte: canal rural

maio 22, 2020

Ajudem a combater essa pandemia




A pandemia de COVID-19 representa um desafio sem precedentes e, para milhares de pessoas, somos a única forma de acesso a cuidados de saúde e medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Por isso, peço que ajude Médicos Sem Fronteiras 

Faça como a YBBRIO e YB2B UK ajude medicos sem fronteiras 


Estamos vendo a COVID-19 se aproximar do cotidiano de todos nós. Seja por algum conhecido ou familiar que enfrenta o risco para trabalhar, nos pacientes que lutam para vencê-la, nas mortes daqueles que não resistiram e, até mesmo, no impacto sobre a nossa saúde mental.

Por isso, lembre-se que as medidas de distanciamento social são essenciais para conter a propagação dessa doença. Se puder, por favor, fique em casa.

maio 20, 2020

Giro no Mercado com Alexandre Yokoyama



O mercado financeiro deu um jeitinho e vai funcionar normalmente, apesar de a Prefeitura de São Paulo ter antecipado o feriado de Corpus Christi, que neste ano ocorre em junho, e o Dia da ConsciênciaNegra, celebrado apenas em novembro.

Os investidores ainda digerem a declaração do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, de que a economia dos EUA só irá voltar à normalidade com a descoberta de uma vacina. Por sua vez, o otimismo sobre uma vacina foi abalado, após dúvidas em relação ao resultado de testes “promissores”.

Na Europa, o apetite por risco está menor, com os investidores refletindo o menor ânimo com a vacina, que não repercutiram na véspera nos mercados do Velho Continente. Os investidores avaliam quais serão os efeitos na economia da redução gradual das medidas de isolamento social nos principais países da Europa. Também aguardam a evolução do plano de estímulo fiscal de 500 bilhões de euros (cerca de US$ 550 bilhões) proposto pela Alemanha e França para a União Europeia e questionam se esse valor será suficiente para dar suporte às regiões mais afetadas.

Na Ásia, a sessão foi mista, digerindo a decisão do Banco Central chinês (PBoC), de manter a taxa referencial de juros para empréstimos. O Nikkei, de Tóquio, registrou queda de 0,51%. O índice CSI recuou 0,53%. Já o Hang Sang, de Hong Kong, ficou perto da estabilidade, com pequena variação positiva de 0,05%.

Os futuros da Bolsa de Nova York operam em alta nesta quarta-feira apoiados na expectativa da reabertura gradual da economia e uma solução para a pandemia do coronavírus. A cautela está relacionada à recuperação da economia em um momento em que ainda não se tem uma solução para a Covid-19, apesar dos esforços para se desenvolver uma vacina ou um tratamento que se mostre eficaz.

No radar dos investidores, está ainda a divulgação dos estoques de petróleo nos Estados Unidos, que pode influenciar o processo de recuperação do preço da commodity nos últimos pregões.

O WTI (NYMEX:CL\N20) está sendo negociado a US$ 32,07, com alta de 0,3%. Os futuros internacionais de petróleo Brent (NYMEX:BZ\N20) operam agora em alta de 1,2%, negociado a US$ 34,99.

Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 0,93%, cotados a 704.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 99,13.

Bitcoin é negociado a US$ 9.776.

Coronavírus

Depois da euforia de segunda-feira, especialistas alertaram para o fato de que o laboratório Moderna não forneceu muitas informações sobre os testes, aplicados em apenas oito pessoas, segundo o site especializado STAT News. Além disso, haverá um longo caminho até que ela esteja disponível para deter a epidemia.

O Brasil bateu recorde de mortes registradas em um dia em razão da Covid-19, com 1.179. Os números no Brasil avançam, com 271.885 casos e 17.983 mortes confirmadas hoje pela Universidade Johns Hopkins.

Durante coletiva ontem, o coordenador do centro de contingência da Covid-19 em São Paulo, Dimas Covas, disse que o Estado está “perdendo para o vírus”, e que haverá reforços nas medidas de isolamento até que haja “controle da situação”.

Brasil

É grande a possibilidade de Celso de Mello levantar hoje o sigilo total do vídeo da reunião ministerial em que Bolsonaro teria tentado forçar a troca do comando da PF.

Às 15h, é importante o depoimento de Paulo Marinho à PF, na investigação do suposto vazamento da Operação Furna da Onça a Flávio Bolsonaro. Na semana passada, ele afirmou, em entrevista, que Flávio Bolsonaro teria sido avisado por um delegado da PF sobre a operação que investigava a prática de “rachadinha”. O empresário, suplente de Flávio no Senado, alega ter “elementos que comprovam” seu relato.

Ibovespa e dólar ontem

O Ibovespa fechou em baixa de -0,56%, aos 82.174 pontos, pressionado pela incerteza sobre a vacina contra o COVID-19. O volume financeiro negociado no Ibovespa foi de R$ 24,54 bilhões. Na mínima, o índice atingiu 80.647 pontos (-0,67%), e na máxima 82.174 pontos (+1,21%).

O destaque corporativo hoje vai para Via Varejo (VVAR3), que chegou a se valorizar mais de 6% no pregão, após a notícia de que a empresa obteve uma decisão favorável no Tribunal Regional com a recuperação  de R$ 374 milhões, que tinham sido pagos em 2014, nos impostos de mercadorias.

O dólar fechou em R$5,763, queda de 0,65%. Ontem teve leilão extra de swap cambial de US$500 milhões. Um relatório da ABN Amro cita o real entre as cinco moedas emergentes frágeis e diz que a perda da moeda brasileira ainda não terminou.

Agenda Econômica

Nos Estados Unidos sai a ata da última reunião de política monetária do Fomc (15h) e os estoques de petróleo bruto e derivados nos EUA (11h30). Na Europa, teremos a leitura final de abril do índice de preços ao consumidor (CPI) na zona do euro.

Na agenda doméstica, serão conhecidos uma nova prévia deste mês do IGP-M (8h) e os dados semanais sobre o fluxo cambial no Brasil (14h30).

No feriadão em São Paulo, os bancos atendem o público em horário reduzido, entre 10h e 14h, mas os pregões na B3 operam normalmente.

■ Commodities  

Minério de ferro: CContratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 0,93%, cotados a 704.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 99,13.

Petróleo WTI:  +0,47% (US$ 32,11, barril).

Petróleo Brent:  +1,24% (US$ 35,08 barril). 


Alexandre Yokoyama
Ceo


Codiv 19 BRF

BRF  (#BRFS3), A BRF informou que passará a fazer testes de coronavírus em todos os seus trabalhadores de Concórdia (SC), seguindo orientação do Ministério Público do Trabalho. A unidade sofreu duas paralisações devido aos casos de Covid-19.