quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Índice da Miséria: Brasil entra no Top 10

Índice da Miséria: Brasil entra no Top 10
O Brasil ficará entre as dez economias mas miseráveis do planeta em 2016 segundo o Misery Index da Bloomberg, com 63 países pesquisados. Com 16,8 pontos, o Brasil terminará o ano na nona posição, acima do Cazaquistão (16,7 pontos) e abaixo da Turquia (18,8 pontos). A Venezuela deverá ficar pelo segundo ano consecutivo na primeira posição, acumulando 159,7 pontos. A Tailândia é o último país da lista, com apenas 2,2 pontos. O Misery Index é compilado pela soma dos índices de inflação e desemprego projetados para o ano de cada país.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Brasil será rebaixado novamente?

Agenda do investidor para esta quarta-feira
ADP Employment Report: relatório do nível de emprego privado (excluindo os rurais) nos EUA. ISM Non-Mfg Index: índice norte-americano que compreende as atividades da agricultura, construção, comunicação, transportes e mineração, entre outras. EIA Petroleum Status Report: saldo semanal do estoque de barris de petróleo nos EUA. IPC: Índice de Preços ao Consumidor mede a variação de preços para o consumidor na cidade de São Paulo com base nos gastos de quem ganha de um a vinte salários mínimos. Fluxo Cambial (Banco Central): saldo semanal das entradas e saídas de capital estrangeiro no Brasil.
Brasil será rebaixado novamente?
Representantes da agência de classificação de risco Moody’s se reúnem hoje com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, para discutir as perspectivas para a economia brasileira neste ano. A Moody’s é a única agência internacional que ainda não retirou o grau de investimento do Brasil. Ontem a agência participou de reuniões com Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, para tratar do mesmo assunto com a instituição.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Itaú registra lucro histórico

Agenda do investidor para esta terça-feira
Pesquisa Industrial Mensal: relatório produzido desde a década de 70, com indicadores de curto prazo relativos ao comportamento da indústria extrativa e de transformação.
Itaú registra lucro histórico
O banco Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) registrou lucro líquido de R$ 23,36 bilhões em 2015, crescimento de 15,4% em comparação com o ano anterior e maior resultado da história do banco. A evolução do resultado deve-se principalmente ao crescimento de 15,7% nas operações bancárias, seguros, previdência e capitalização, compensado parcialmente pelos aumentos de 26,7% nas despesas com provisões para créditos de liquidação duvidosa e de 8,8% das despesas não decorrentes de juros.