março 24, 2021

Banco ABC Brasil homologa o aumento de capital social da Companhia para R$ 2 bilhões

 O Conselho de Administração do Banco ABC Brasil homologou o aumento de capital social da Companhia para R$ 2.657.155.896,89, representado por 226.090.118 de ações, sendo 113.445.475 ações ordinárias e 112.644.643 ações preferenciais.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:ABCB4), nesta terça-feira (23). Confira o documento na íntegra

Lucro líquido de R$ 322,1 milhões em 2020, queda de 34,1% refletindo aumento das despesas com provisões contra calotes

O banco ABC Brasil reportou lucro líquido em 2020 de R$ 322,1 milhões, uma redução de 34,1% em relação ao do calendário antecedente, refletindo o aumento das despesas com provisões contra calotes (PDD) e o impacto da queda da Selic na remuneração dos ativos.

As despesas com PDD totalizaram R$ 83,2 milhões no quarto trimestre e R$ 307,4 milhões no ano todo, com aumentos de 86,3% e 152% em relação às mesmas bases de 2019.

A conta inclui as provisões para devedores duvidosos, provisões para desvalorização de títulos e para recuperação de crédito. No relatório da administração que acompanha as demonstrações, o ABC Brasil atribuiu o forte aumento a uma gestão “conservadora’ da carteira de crédito, diante da pandemia de coronavírus.

A margem financeira, que representa as receitas do ABC Brasil com operações de crédito a aplicações financeiras, subiu 14,4%, para R$ 1,1 bilhão. Nessa rubrica, a Selic no menor patamar da história derrubou o patrimônio líquido remunerado pelo CDI em 54,5%.

Já a margem financeira com clientes cresceu 33,8%, refletindo o aumento das concessões de crédito. A carteira de crédito expandida aumentou 14,4% e somou R$ 30,1 bilhões, puxada pelo avanço de 22% nos empréstimos a empresas, que totalizaram R$ 17,2 bilhões.

A receita de serviços do Banco ABC no ano passado foi de R$ 261,3 milhões, queda de 20,2% em 2019, quando havia registrado R$ 327,5 milhões.