"FATO RELEVANTE"

"Nossa empresa não opera com intermediários , não cobramos comissões sobre os projetos em analises.” Somente com a plataforma operacional Brasil em Goiânia esta autorizada a nos representar , ferronato@ybbrio.com.

.

.

abril 16, 2020

Mercado nesta quinta feira

Desenquadramento MEI | Transformar MEI em ME | Descadastramento MEIAs principais bolsas europeias abriram em alta e os índices futuros das bolsas de Nova York amanheceram no terreno positivo, diante dos planos de retomada gradual da atividade econômica no Velho Continente, em especial na Alemanha que anunciou ontem que pequenas lojas poderão reabrir a partir de 20 de abril, respeitando medidas de distanciamento rigorosas entre os consumidores. As escolas na Alemanha reabrirão a partir de 4 de maio.
Deve ser mais um dia de volatilidade para os mercados. As bolsas de valores da Ásia fecharam em leve queda (com exceção da China), com destaque ficou com a queda de mais de 1% da Bolsa de Tóquio, após o Japão declarar estado de emergência em todo o país, em meio ao crescimento no número de casos de coronavírus.
Nos EUA, o presidente Donald Trump insistiu que a epidemia já “passou o auge” e deve anunciar hoje as diretrizes para a reabertura do país em breve, após o “confinamento” resultar no desemprego de mais de 16 milhões.
Os investidores aguardam os pedidos do seguro-desemprego da semana passada nos Estados Unidos, que o Departamento do Trabalho do governo americano divulgará às 9h30, com expectativa que 5 milhões de americanos tenham feito os pedidos na semana passada, segundo projeções feitas pela Dow Jones para a CNBC. Os mercados também aguardam os resultados trimestrais do banco Morgan Stanley, a serem divulgados antes da abertura da NYSE, informa a CNBC.
Brasil
O presidente Jair Bolsonaro também pretende relaxar as regras de isolamento social por meio da troca do ministro da Saúde, após o revés imposto pela Suprema Corte (STF), que confirmou o poder de estados e municípios para adotar medidas restritivas. A expectativa é de que Luiz Henrique Mandetta deixe o cargo ainda nesta semana, enquanto o Palácio do Planalto avalia os cotados para substituí-lo.
Ainda assim, a projeção é de que o número de casos confirmados da covid-19 no Brasil irá dobrar nos próximos dez dias, após alcançar ontem quase 30 mil infectados e mais de 1,7 mil mortes, oficialmente. Portanto, o país ainda não parece ter atingido o pico da doença, que pode chegar a quase 40 mil contaminados antes do fim do mês.
Agenda Econômica
A agenda do dia traz como destaque os números do Produto Interno Bruto (PIB) da China nos três primeiros meses deste ano, período em que o país ficou praticamente paralisado por causa do então surto de coronavírus em Wuhan, levando ao bloqueio de cidades e fechamento (lockdown) de várias atividades.
Com isso, a expectativa é de uma contração profunda do PIB, para algo em torno de -5% na comparação anual, implicando em um tombo de quase 10% em relação ao trimestre anterior. Mas os números podem ser ainda piores, já que ainda não foram conhecidos os dados de março da produção industrial e das vendas no varejo.
Esses dados serão divulgados juntamente com o resultado do PIB, bem como os investimentos em ativos fixos entre janeiro e março de 2020. Porém, todos esses indicadores chineses serão conhecidos apenas à noite, deixando a reação aos dados para amanhã.
Logo cedo, a zona do euro informa a produção industrial em fevereiro. Ao longo da manhã, nos EUA, saem os pedidos semanais de auxílio-desemprego, dados do setor imobiliário em março e o índice sobre a atividade na região da Filadélfia – todos às 9h30 -, além do balanço do Morgan Stanley. No Brasil, a agenda econômica está esvaziada.