February 26, 2020

Qual o tamanho do impacto da epidemia na Bolsa brasileira?

Enquanto os brasileiros caíam na folia, o nervosismo tomava conta das Bolsas pelo mundo. Fortes quedas nos mercados de ações foram registradas na segunda e na terça nos EUA e na Europa.
Nesse contexto, investidores e traders estão na expectativa para ver qual o tamanho do impacto da forte aversão ao risco na B3 hoje. O pregão começa às 13h. 
A depender do resultado do índice Dow Jones Brazil Titans 20, que reúne os ADRs das empresas brasileiras com mais liquidez em Nova York, a sessão será negativa. O índice teve queda de -1,99% ontem e afundou -4,81% na segunda-feira
Brasileiro testa positivo para novo coronavírus... O Brasil pode ter confirmado o primeiro caso do novo coronavírus nesta quarta-feira. 
O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo, investiga possível caso de doença pelo novo coronavírus no município de São Paulo.  
O teste deu positivo para um paciente internado no Hospital Israelita Albert Einstein. É aguardado para esta quarta o resultado do segundo teste, para confirmação ou não. 
Trata-se de um homem de 61 anos, morador de São Paulo. Ele viajou para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), à trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Teve sinais e sintomas (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de doença pelo  novo coronavírus.  
“O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão. A SES/SP e SMS/SP estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea”, afirmou o Ministério da Saúde em nota. 
A região de Lombardia é o foco do novo coronavírus na Itália. Na região 11 cidades estão isoladas. A Itália confirmou mais 4 mortes por Covid-19 elevando para 11 o número de vítimas. O país tem 322 casos.  fonte:finance news
Dia 24/02/2020: 
Índice de ADRs de empresas brasileiras afunda 4,8% em NY. 
Com a B3 fechada por causa do Carnaval, os investidores ficaram de olho nesta segunda-feira, 24, no desempenho, em Wall Street, do Dow Jones Brazil Titans 20, que reúne os ADRs das empresas brasileiras com mais liquidez. 
O índice afundou -4,81% e fechou em 21.134,44 pontos. A queda seguiu a onda de forte aversão ao risco nas Bolsas internacionais devido à preocupações relacionadas aos efeitos da epidemia do novo coronavírus na atividade econômica global. 
Os ADRs da Petrobras caíram -8,20%, para US$ 12,88. Os da Vale -7,5% e os do Itaú -3,67%.  
O ETF EWZ iShares MSCI Brazil Capped, que tem desempenho correlacionado com o Ibovespa em dólar, caiu -4,90%  
Fechamento
Estados Unidos: S&P 500: - 3,35% (3.225 pontos) / Dow Jones: -3,56% (27.960 pontos) / Nasdaq: -3,71% (9.221 pontos)
Europa: Londres: -3,34% (7.156 pontos) / Madri: -4,07% (9.483 pontos) / Paris: -3,95% (5.791 pontos) / Frankfurt: -4,01% (13.035 pontos) / Milão: -5,75% (23.347 pontos).  
Dia 25/02/2020: 
Índice Dow Jones Brazil Titans 20 ADR, caiu -1,99% dia 25, -4,81% dia 24 e -6,71% desde sexta-feira,21.
ADR´s: Vale -2,37%, Petrobras -1,99% (ações ordinárias) e -1,56% (preferenciais), Itau -0,79%
Fechamento:
Estados Unidos:
Dow Jones: - 3,15% (27.081,36 pontos)
S&P 500: - 3,03% (3.128,21 pontos)
Nasdaq: - 2,77% (8.965,61 pontos).
 
Europa:
FTSE 100, de Londres: -1,94% ( 7.017,88 pontos)
DAX, de Frankfurt: -1,88% (12.790,49)
CAC 40, de Paris: -1,94% (5.679,68 pontos)
FTSE MIB, de Milão: -1,44%(23.090,44 pontos)
IBEX 35, de Madri: -2,45% (9.250,80 pontos)
Stoxx 600, pan-europeu: -1.76% (404,60 pontos)