novembro 11, 2019

Mercado desta segunda feira


Mercados… Bolsas asiáticas iniciaram a semana em queda, com destaque para a bolsa de Hong Kong, que voltou a recuar de forma acentuada (-2,6%) em função das manifestações que assolam a região. Na zona do euro, índices de mercado também abriram com viés baixista, mesmo que com menos intensidade: o índice pan-europeu, STOXX 600, recua 0,5% até o momento. Nos EUA, índices futuros em queda apontam para uma abertura fraca também em NY, e o dólar (DXY) recua contra seus principais pares. Na frente das commodities, ativos acompanham a dinâmica dos mercados. O preço do petróleo (Brent crude) recua 1,3%, voltando a operar abaixo dos US$ 62,00/barril.(por: Guide Investimentos) 
Mais indefinição… Na falta de uma maior definição no tocante à fase 1 do acordo entre China e Estados Unidos, uma série de eventos contribuiu para o cenário de incerteza global, levando ativos de risco a iniciarem a semana com viés negativo. Após o otimismo predominar nos primeiros dias da semana, a declaração de Donald Trump de que não teria concordado em eliminar tarifas de importação que já estão em vigor sobre produtos chineses foi o principal driver da virada verificada nos mercados.(por: Guide Investimentos) 
Agenda… Reunião do BRICS acontece nos dias 13 e 14 no Brasil.O Brasil receberá nos dias 13 e 14 de novembro os chefes-de-Estado dos demais países do BRICS – Rússia, Índia, China e África do Sul – para a 11a reunião de cúpula do bloco, e a expectativa é de que sejam anunciados avanços na parceria destas nações em temas como inovação, combate à corrupção e saúde. 

■ Brasil  

Boletim Focus:  
Inflação: Estimativa subiu para 3,31% em 2019. Para 2020, o mercado manteve em 3,60%.  
PIB: Estimativa mantém em 0,92% para 2019. Para 2020, subiu para  2,08%.  
Taxa de juros: Manteve em 4,5% a.a. a taxa da Selic. Para 2020, continuou em 4,50%.  
Dólar: Manteve em R$ 4. Para 2020, continuou estável em R$ 4.   
Balança comercial: Recuo para US$ 47 bi em 2019. Para 2020, caiu para US$ 42,95 bi.  
Investimento estrangeiro: Estável em de US$ 80 em 2019  Para 2020, permanece em US$ 80 bi .  
■ Commodities  
Minério de ferro: Os contratos futuros mais líquidos do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian, na China, tiveram queda de -2,39% a 591,50 iuanes..  
Petróleo:  Brent: -1,34% (US$ 61,67)
Ouro: Os contratos de referência do Ouro, com vencimento em dezembro:  a US$ 1.465,15, alta de  +0,17%.