July 17, 2019

Giro pelo mercado


Mercados Globais

A maioria das principais bolsas de valores da Ásia caíram nesta quarta-feira, ao mesmo tempo que as tensões comerciais entre os EUA e a China voltaram à tona. O índice MSCI Ásia-ex Japão caiu 0,26%.
As bolsas europeias iniciam a sessão de quarta-feira em ligeira baixa, com os comentários do presidente dos EUA, Donald Trump, reacendendo o temor sobre a disputa comercial EUA-China, após os dois países concordarem em não aumentar as tensões comerciais em um esforço para reiniciar as negociações. Washington e Pequim impuseram tarifas sobre o valor das importações de bilhões de dólares desde o ano passado.
Os futuros dos índices de ações dos Estados Unidos apontam para uma abertura ligeiramente positiva na manhã de quarta-feira. 
A temporada de lucros corporativos dos EUA está agora em plena marcha. Na terça-feira, o Goldman Sachs divulgou resultados melhores do que os esperados, impulsionados pelas divisões de banco de investimento e de trading da empresa, fazendo com que as ações da gigante de Wall Street subissem 1,9%. Os resultados do JP Morgan Chase também superaram as estimativas e suas ações subiram 1,1%. A Johnson & Johnson, no entanto, caiu 1,6% apesar de reportar um aumento de lucro de 42% no trimestre anterior.
Quarta-feira terá uma grande quantidade de corporações relatando seus números trimestrais. Bank of America, IBM e Netflix divulgará antes do sino de abertura.

Na frente dos dados, os pedidos de hipoteca semanais são esperados às 8h00, os números de início de habitação para junho devem ser divulgados às 9h30, enquanto os estoques de petróleo bruto da EIA estão liberados às 11h30.

■ Panorama local

Aqui, o noticiário político segue reduzido, com o Congresso se preparando para o recesso parlamentar, e o movimento no exterior deve predominar como principal direcional para o mercado doméstico. Com isso, esperamos mais um dia de viés neutro para ativos de risco locais. 
Segundo o Ministro Paulo Guedes, o governo deve liberar o saque das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP). A medida pretende potencializar o consumo no final do ano, melhorando o desempenho da economia, que atualmente tem taxa de crescimento de 0,81 projetada para o ano de 2019.
A proposta ainda está sendo estudada pela equipe do Ministério da Economia, mas pode incluir contas ativas e/ou inativas. A alíquota liberada para o saque também continua indefinida, mas deve estar entre 35% para as contas com valores abaixo de R$ 5 mil e 10% para contas com mais de R$ 50 mil. As contas com valores entre os dois números, devem receber alíquotas proporcionais entre 35% e 10%. Os saques seriam liberados de acordo com a data de aniversário dos detentores. Os trabalhadores que já festejaram sua data de nascimento esse ano, estariam liberados assim que o programa entrar em vigor.
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Dias Toffoli, suspendeu, ontem (16), todos os processos judicias com base em compartilhamento de dados entre instituições financeiras do governo. A decisão resulta de um pedido feito pela defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). A suspensão foi feita pelo ministro devido a indefinição do STF diante o compartilhamento de dados, sem autorização judicial, entre entidades como a Receita Federal, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e o Banco Central. A questão deve ser retomada no plenário do STF após o recesso.

■ Commodities 

  • Após seguidas sessões de altas, e de ter batido recorde histórico durante a sessão de ontem, os contratos futuros do minério de ferro encerram a quarta-feira com queda na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo registrou desvalorização de 1,15% a 899,50 iuanes por tonelada.
  • Os preços do petróleo subiram, durante o horário comercial asiático, com o contrato de futuros de referência do petróleo Brent reportando avanço de 0,07%, para US$ 57,66 por barril.
  • Os contratos futuros do Ouro caíram durante a sessão asiática. Na divisão Comex da bolsa Mercantil de Nova York, o ouro registrou queda de 0,34% a US$ 1.406,35 por onça troy
fonte: Reuters, Finance, Investing