Bolsas da China registraram hoje o maior ganho em 3 anos

Os índices acionários da China registraram nesta segunda-feira (25) o maior ganho em um único dia em mais de três anos, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que vai adiar o aumento das tarifas sobre produtos chineses graças a negociações comerciais "produtivas".

Trump disse que ele e o presidente chinês, Xi Jinping, vão se encontrar para selar um acordo se o progresso continuar.


O índice de Xangai saltou 5,6%, para fechar o dia a 2.961,28 pontos, maior fechamento desde 15 de junho de 2018 e o ganho percentual diário mais forte desde 9 de julho de 2015.


O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, também registrou a maior alta diária desde 9 de julho de 2015, fechando com avanço de 5,9 por cento, a 3.729,48 pontos, nível de fechamento mais alto desde 15 de junho.


Depois de cair mais de 11% no quarto trimestre de 2018 devido a preocupações com a desaceleração do crescimento doméstico e a guerra comercial, o índice de Xangai vem apresentando recuperação em 2019.


Até o fechamento desta segunda-feira, o índice acumula alta de 18,7% neste ano. O CSI300 ganhou 23,9% até agora no ano. 

.