E agora? Petrobras manipulou balanço afirma jornal


A Petrobras (PETR4) teria utilizado um artifício contábil criando uma diferença de R$ 1,3 bilhão no balanço do primeiro trimestre de 2015 afirma reportagem do jornal Folha de S.Paulo. O valor faz parte de uma reavaliação dos riscos de calote com empresas do setor de energia. A reavaliação dos riscos de calote deveria entrar apenas no balanço do segundo trimestre de 2015, mas foi antecipada, ferindo normas contábeis. O evento aparentemente passou despercebido pelos auditores independentes já que não há nenhuma nota explicativa ou ressalva sobre o fato.
Agenda do investidor para esta quarta-feira
Fluxo Cambial (Banco Central): saldo semanal das entradas e saídas de capital estrangeiro no Brasil. EIA Petroleum Status Report: saldo semanal do estoque de barris de petróleo nos EUA. FOMC Minutes: minuta da última reunião do comitê de política monetária do banco central dos EUA. Produção Industrial: variação mensal da produção industrial na China.

.