Uma ameaça assustadora

 
 
 Voltamos ao azul!

 A aula magna de encheção de linguiça
 O que esperar de quem não se espera nada...
 Assustador
 ELET pode “ganhar” com isso
 Como fica a recomendação?
 Para quem perdeu... 

00:10- Voltamos ao azul!

Segundo os dados do IBC-Br, tido como prévia do PIB (também pelo governo, quando positivo), a economia brasileira saiu da recessão técnica. O indicador apontou avanço de 0,4% da economia brasileira no terceiro trimestre.
O relatório Focus, por sua vez, que traz semanalmente o ajuste de projeções de mais de 100 agentes econômicos para as principais variáveis econômicas, melhorou sua aposta para a atividade econômica este ano: de crescimento de 0,20% para 0,21%.
Ufa, voltamos ao azul! Agora vai...
No acumulado do ano, o IBC-Br aponta crescimento de 0,01% para a economia brasileira.

01:22- A aula magna de encheção de linguiça

Passando do cenário econômico para o corporativo, não há destaque que faça frente às desventuras da Petrobras.
No episódio da vez, a estatal petrolífera realiza teleconferência de resultados, para esclarecer o porque de não ter resultados.
Para não dizer que deixou o mercado no escuro, na sexta-feira Petro divulgou uma série de dados operacionais...Números não auditados e já conhecidos por prévias mensais, mas - para não dizer que não tem novidade, agora eles vieram compilados por trimestre.

01:54- O que esperar de quem não se espera nada...

A teleconferência de resultados da Petro começou com o anúncio de um pacote de medidas para melhorar a governança corporativa da empresa, anunciado pela presidente Graça Foster.
Agora falando de desdobramentos práticos, infelizmente o prognóstico é de mais quedas para a ação, apesar da proximidade da mínima de nove anos.
O desmonte de posições por investidores estrangeiros já começou (comentamos na semana passada), a auditoria dos números deve levar muito tempo e o cenário mais provável é de Petrobras ter de revisar uma série de dados passados por conta das investigações.
Talvez a única sinalização favorável para a estatal esteja na manutenção de seus ratings por enquanto. Algo compreensível, tendo em vista que as agências de classificação de risco também estão completamente no escuro.
Ah, houve também a criação da diretoria de Compliance - agora vai...a R$ 12,00.

Aos 49 do segundo tempo, faltando pouco mais de um mês para terminar o ano, a estatal decidiu revisar a sua meta de produção para 2014: de 7,5% para 5,5%.
Quando não se consegue cumprir uma meta, a saída mais fácil (embora não necessariamente a mais honesta) é alterar a meta...

02:18- Assustador
Para a parcela do mercado que (ainda) aposta suas fichas em uma mudança na condução da política econômica, a entrevista do Chefe da Casa Civil Aloísio Mercadante à Globonews é uma afronta.
Reconhecidamente uma das vozes mais influentes da gestão atual, ponto avalizado pelo próprio na entrevista, Mercadante evoca a crise internacional, nega problemas fiscais, pede reconhecimento aos méritos da economia atual e traz uma ameaça clara:
se o Congresso não dar autorização [para mudar a lei de Diretrizes Orçamentárias], é simples: suspende as desonerações, corta os investimentos, para as obras e para um parte da economia. Nós vamos ter mais desemprego e ficará na responsabilidade de quem tiver essa atitude”.
Pera lá, de quem será a responsabilidade???

03:06- ELET pode “ganhar” com isso
Maior queda do Ibovespa, Eletrobras divulgou um resultado de... Eletrobras.
Ou seja, péssimo operacionalmente.
“Poxa, mas Eletrobras não foi a ação que você recomendou no início do ano, que subiria com um rali eleitoral”
Ela mesma, que de fato subiu bastante durante o rali eleitoral, e cujos problemas operacionais sempre foram citados.
Como lidar com Eletrobras depois do rali eleitoral, com a aposta dobrada na economia e cenário atual?
Outra vítima da ingerência política, Eletrobras leva um coelho na cartola: R$ 2 bilhões de reserva de lucros remanescentes.

03:45- Como fica a recomendação?
Por enquanto, é mantida. Explico o aparente contrassenso logo abaixo...
Embora o ideia de melhora da gestão da Eletrobras com fechamento do desconto nos múltiplos esteja descartado por hora, dado o resultado da eleição, a ação é extremamente barata (0,2x valor patrimonial), o que pode tornar qualquer surpresa positiva favorável um gatilho contundente para a alta dos papéis, e uma manobra do governo para meter a mão na reserva de lucro da Eletrobras, via pagamento de dividendos extraordinários pode beneficiar junto os acionistas minoritários (especialmente de ELET3).
Não é de hoje que Eletrobras precisa necessariamente de resultados bons para distribuir dividendos gordos.
E se ninguém sabe o que vai acontecer, ao invés de tentar adivinhar o futuro resta comprar barato e torcer para as surpresas virem do lado positivo. Até porque, no caso da Eletrobras, o que vem do lado negativo não costuma ser “surpresa”.

.