Petrobras: Pior do setor na América Latina afirma agência

Agenda do investidor para esta quarta-feira
IGP-M (FGV): índice de inflação calculado todo o mês e comumente utilizado para a correção de contratos de aluguel e tarifas de energia elétrica. ADP Employment Report: relatório do nível de emprego privado (excluindo os rurais) nos EUA. GDP (A): prévia do Produto Interno Bruto dos EUA no segundo trimestre. EIA Petroleum Status Report: saldo semanal do estoque de barris de petróleo nos EUA. Fluxo Cambial (Banco Central): saldo semanal das entradas e saídas de capital estrangeiro no Brasil. FOMC Meeting Announcement: decisão do banco central dos EUA sobre a política monetária do país.
Petrobras: Pior do setor na América Latina afirma agência
Um relatório sobre empresas de petróleo estatais na América Latina apresentado pela agência de classificação de risco Moody's mostra que os analistas acreditam que as métricas de crédito da PETROBRAS (PETR4) sofrerão deterioração até meados de 2016, quando a produção de óleo e gás tiver crescido suficientemente para melhorar suas finanças. Segundo a Moody's, a PETROBRAS está usando dívida para financiar grandes programas de investimentos. O relatório avalia a Ecopetrol na Colômbia, PDVSA na Venezuela, PEMEX no Mexico e YPF na Argentina. No entanto, das empresas pesquisadas, a PETROBRAS teria o maior risco operacional, com baixa rentabilidade ao ser prejudicada com a política de preço para gasolina e diesel determinada pelo governo brasileiro.

.