Pré-sal: Sonho ou realidade?


A PETROBRAS (PETR4) detalhou os resultados da exploração e desenvolvimento da produção das jazidas do pré-sal e sua expectativa em relação à produção futura no Brasil. Para a companhia, o pré-sal já é uma realidade. No final do ano passado, a companhia registrou o recorde diário de 371 mil barris de petróleo por dia na área de pré-sal, com apenas 21 poços em operação, ou 18 mil bpd em cada poço, o que evidencia a alta produtividade desses campos afirma a empresa. A produtividade dos poços do pré-sal no Brasil estaria entre as mais altas do mundo segundo a PETROBRAS. A produção do pré-sal superou a marca de 300 mil barris por dia sete anos após a primeira descoberta dessas jazidas. Em comparação, volumes dessa ordem só foram atingidos pela Bacia de Campos, a principal fonte de petróleo no Brasil, depois de 11 anos da primeira descoberta afirmou a PETROBRAS. Outro destaque foi o planejamento da produção futura das áreas do pré-sal: todos os poços exploratórios do pré-sal perfurados em 2013 acusaram presença de hidrocarbonetos. A PETROBRAS afirma que estão mantidas as metas do seu Plano de Negócios, que prevêem produção de 4,2 milhões de barris de petróleo por dia em 2020, com metade desse volume proveniente das áreas do pré-sal. A contribuição do pré-sal na produção total da empresa passará de 7%, em 2012, para 42% em 2017 e 50% em 2020.

.