MMX inicia processo de venda de ativos


Produtora de ferro indicou que começou o processo para a venda de ativos e seus direitos de exploração na região de Corumbá

Rich Press/Bloomberg
Trabalhador supervisiona as operações na mina de ferro Serra Azul da MMX, em Minas Gerais
Mina de ferro MMX: mineradora foi criada por Eike Batista em 2005 e tem uma capacidade atual de produção de 10,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano
São Paulo - A mineradora MMX, controlada pelo grupo empresarial de Eike Batista, anunciou nesta quarta-feira o início de negociações para a 'potencial' venda de ativos e capital para a Vetria Mineração, que atua no mesmo segmento.

A produtora de ferro, em comunicado enviado ao mercado, indicou que começou o processo para a venda de ativos e seus direitos de exploração na região de Corumbá, no Mato Grosso do Sul.
No entanto, a companhia esclareceu que 'até o momento não há nenhum acordo definitivo assinado' com a Vetria, controlada pela companhia América Latina Logística (ALL).
A MMX foi criada por Eike Batista em 2005 e tem uma capacidade atual de produção de 10,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.
Após uma forte desvalorização de seus títulos na bolsa e do rebaixamento na nota de qualificação por parte das agências de risco, as empresas de Eike passam por sua pior crise, situação que levou o empresário a vender parte do capital e dos ativos. EFE

.