Rossi negocia condições de debêntures com credores

Construtora também afirmou que renegociou preventivamente os covenants financeiros de instrumentos de dívida com Bradesco, Caixa Econômica Federal e BTG Pactual
Vivian Pereira, da 


Condomínio da Rossi Residencial
Segundo a construtora e incorporadora, a "renegociação preventiva dos convents financeiros destina-se a acomodar potenciais melhorias nas práticas contábeis"
São Paulo - A Rossi Residencial informou nesta sexta-feira que está negociando com a Brazilian Securities Companhia de Securitização dispensa do cumprimento de covenants (índices financeiros) até o fim do exercício de 2012.
A Brazilian Securities é a única debenturista da quarta emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da companhia.
Segundo a construtora e incorporadora, a "renegociação preventiva dos convents financeiros destina-se a acomodar potenciais melhorias nas práticas contábeis, atualmente em fase de análise e mensuração, as quais não terão efeito sobre o caixa da companhia". A empresa acrescentou em comunicado ao mercado que espera que a aprovação "ocorra sem dificuldade".
A Rossi também afirmou que renegociou preventivamente os covenants financeiros de instrumentos de dívida com Bradesco (primeira emissão de debêntures), Caixa Econômica Federal (terceira emissão de debêntures) e BTG Pactual.
Além da Rossi, outras empresas do país anunciaram renegociações de termos de dívida neste ano, incluindo Usiminas, Fibria, Braskem, em meio ao fraco crescimento da economia.

.