Pré-Market

Alexandre Yokoyama

Petrobras dispara 4%: As ações da Petrobras registraram fortes altas devido a valorização do petróleo, de cerca de 3%, refletindo os dados dos estoques de petróleo nos EUA. As reservas diminuiram em 2,622 milhões de barris na semana passada, enquanto a perspectiva era de alta de 2,4 milhões de barris no período.

Pré-Market: Sobram motivos para aguçar o vaivém dos negócios, no Brasil e no exterior nesta quinta-feira. A reação dos mercados domésticos hoje à porta aberta deixada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) para um novo corte na taxa básica de juros em maio, após renovar o piso histórico da Selic ontem, a 6,50%, vai se embaralhar com a expectativa pelo julgamento (14h) no Supremo Tribunal Federal (STF) do pedido que pode evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, turvando o cenário eleitoral deste ano.
Ao mesmo tempo, os investidores ainda ecoam o primeiro aumento nos juros norte-americanos sob o comando de Jerome Powell e a previsão de uma trajetória mais íngreme no processo de normalização da taxa em 2019 e em 2020. Isso sem falar na inesperada decisão do Banco Central da China (PBoC) de elevar em apenas 0,05 ponto, para 2,55%, a taxa de juros de curto prazo (7 dias), a fim de ajustar o fornecimento de caixa ao sistema financeiro, na esteira da decisão do Federal Reserve de aumentar a taxa de juros nos Estados Unidos (FFR) em 0,25 ponto, para a faixa entre 1,50% e 1,75%.
Lá fora, as bolsas da Ásia e da Europa abriram sem muita força, com os investidores assimilando as implicações do aumento do custo do empréstimo nos EUA e na China, em meio às tensões comerciais globais. As bolsas de Hong Kong e de Xangai registraram perdas, antes do presidente Donald Trump anunciar US$ 50 bilhões em tarifas maiores à importação de produtos chineses. Nas moedas, o dólar perde terreno para os rivais de países desenvolvidos - como o iene, o euro e a libra - ao passo que o juro projetado pelos títulos norte-americanos (Treasuries) recuam, após o Fed não sugerir que estaria inclinado a quatro apertos neste ano.
Leia: Pré-Market: Dia D... ( http://br.advfn.com/jornal/2018/03/pre-market-dia-d )
Empresas
Petrobras (PETR4): A Petrobras recebeu nesta quarta-feira (21), a segunda parcela, no valor de US$ 300 milhões, referente à operação de cessão de sua participação no bloco exploratório BM-S-8 para a Statoil Brasil Óleo e Gás Ltda., concluída no dia 22 de novembro de 2016.
Minerva (BEEF3): A Minerva Foods deve concretizar na próxima semana, sua captação externa por meio de bônus perpétuos.
Recomendações do dia
Embraer (EMBR3): O BB Investimentos cortou a recomendaão doç ativo para market perform, com preço-alvo em R$ 22,50.
Raia Drogasil (RADL3): O banco UBS optou por manter a recomendação de compra para o ativo, com preço-alvo em R$ 102.
BK Brasil (BKBR3): A equipe do Itaú BBA optou por manter a recomendação como outperform e preço-alvo em R$ 21.

Comentários

.