Destaques do Dia

Destaques do Dia
Mercado: O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) julga nesta quarta-feira (28) uma compra que o mercado já dá como fracassada. O tribunal do Cade decidirá sobre a aquisição da distribuidora de gás Liquigás, que pertence à Petrobras, pela Ultragaz, do Grupo Ultra, em um negócio de 2,8 bilhões de reais.
A operação é considerada complexa por causa da alta concentração de mercado em algumas regiões do País. O negócio é importante tanto para a estatal Petrobras – que está em processo de desinvestimentos de ativos – quanto para o Ultra, que se isolaria na liderança com essa transação.(fonte:exame).

Pré Market: O mercado financeiro captou o tom do novo presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em depoimento ontem na Câmara dos Estados Unidos. A fala suave (“dovish”) de outrora em relação ao ciclo de alta nos juros foi substituída por um viés ligeiramente mais agressivo (“hawkish”). E, nessa briga entre pombos e falcões, Jay deu a entender que, se necessário, pode promover aumento adicional na taxa norte-americana.
Os investidores não entrarem em pânico, mas também não adoraram o que Powell disse na sua estreia pública como presidente do Fed. Por mais que tenha ecoado o tom que havia sido deixado na ata da reunião de janeiro, ainda comandada por Janet Yellen, Powell evitou dar pistas sobre o ritmo de alta dos juros nos EUA neste ano e apenas indiciou que o primeiro aperto em 2018 será em março, como previsto.
Daí em diante, será preciso avaliar os números sobre a economia dos EUA para saber quão gradual será esse processo. Afinal, mesmo com o tom ainda “gradualista” de Powell, indicadores econômicos acima do esperado tendem a inflar a expectativa de quatro altas nos juros norte-americanos em 2018.
Por ora, os investidores trabalham com apenas três elevações - em março, junho e dezembro - mas a aposta de um novo aumento antes do fim do ano pode ganhar espaço, conforme os dados de atividade, emprego e inflação surpreendam. Nesse sentido, saem hoje nada menos que os números do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em 2017.
Empresas
Smiles Fidelidade (SMLS3) / Resultados - A Smiles reportou lucro líquido de R$ 123 milhões durante o quarto trimestre de 2017. Esse valor representa uma queda de 24% em relação ao 4T16.

Grupo Carrefour (CRFB3) / Fusão - Os representantes do Grupo Carrefour voltaram a conversar com o Casino sobre uma provável fusão entre as duas empresas.

WEG (WEGE3) / Ações bloqueadas - A WPA, holding familiar que controla a catarinense Weg, teve 1,388% das suas ações bloqueadas por meio de uma ação judicial.

JHSF Participações (JHSF3) / Novo Mercado - A JHSF Participações informou que o seu pedido para aderir ao segmento do Novo Mercado da B3 foi aprovado.

BTG Pactual (BPAC11) / Resultados - O banco BTG Pactual anunciou nesta terça-feira (27), após o fechamento do mercado, que o seu lucro líquido durante o quarto trimestre de 2017 foi de R$ 660 milhões.

Petrobras (PETR4) / Desinvestimentos - A Petrobras anunciou o início da fase vinculante da cessão da totalidade dos direitos de exploração, desenvolvimento e produção do Polo Enchova e do Polo Pampo, localizados no Estado do Rio de Janeiro.

Comentários

.