Pré-market: Tensão eleitoral

Aviso aos Acionistas
O Grupo Fleury (BOV:FLRY3) iniciará nesta segunda-feira (15) a distribuição de seus Juros sobre Capital Próprio no valor total de R$ 41.407.771,68 (quarenta e um milhões, quatrocentos e sete mil, setecentos e setenta e um reais e sessenta e oito centavos), correspondente ao valor bruto por ação de R$ 0,13, com retenção no Imposto de Renda, exceto para os acionistas que se declararam isentos ou imunes.

O pagamento irá contemplar a base acionária do dia 29 de dezembro de 2017 e a partir do dia 02 de janeiro, as ações da companhia passaram a ser negociadas como “ex-juros”.

Os pagamentos relativos às ações depositadas na B3 serão creditados conforme procedimentos adotados pela B3, que os repassará aos acionistas titulares por intermédio dos seus Agentes de Custódia.

Para os demais acionistas, o pagamento será efetuado de acordo com o cadastro no Banco Bradesco S.A. Os acionistas cujos cadastros estejam desatualizados deverão se dirigir a uma agência do Banco Bradesco S.A. para atualização dos dados cadastrais.
Destaques do Dia
Pré-market: Tensão eleitoral
O feriado nesta segunda-feira nos Estados Unidos abre espaço para os mercados domésticos assimilarem melhor o impacto do rebaixamento da nota de crédito soberano (rating) do Brasil pela S&P no ambiente político, após assumirem na sexta-feira o discurso de que a notícia pode ser positiva para dar senso de urgência ao Congresso na aprovação da reforma da Previdência. Apesar do impacto limitado nos negócios locais, os investidores (e o governo) sabem que a tensão eleitoral pode atrapalhar o andamento da pauta econômica, piorando um pouco o cenário de recuperação da atividade.

Os ativos brasileiros também podem ser afetados pelo volume financeiro mais baixo, neste Dia de Martin Luther King Jr., que mantém as bolsas de Nova York fechadas. O fim de semana prolongado em Wall Street desloca as atenções para a Ásia, onde a China anuncia os dados de atividade – incluindo PIB, investimentos, produção industrial e vendas no varejo – na virada de quarta para quinta-feira.

É o grande destaque de uma agenda econômica esvaziada ao longo da semana no exterior, que traz ainda dados de inflação na Europa e de confiança do consumidor nos EUA, além da produção industrial no país. A temporada norte-americana de balanços também merece atenção, com os resultados das empresas no quarto trimestre devendo apresentar crescimento de dois dígitos no lucro líquido e fortes previsões para 2018.

Leia: Pré-market: Tensão eleitoral
Empresas
Petrobras (PETR4) / Total - A Petrobras informou nesta segunda-feira que finalizou a cessão de direitos nos campos de Lapa e Iara para a Total. O valor total dessas cessões totaliza R$ 1,95 bilhões.

Eletrobras (ELET3) / Privatização - De acordo com os executivos da Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres), após dois anos da privatização da Eletrobras, é esperado que as tarifas de energia elétrica caiam 5%.

CPFL Energia (CPFE3) / OPA - Após os rumores de que a chinesa State Grid precisará fazer uma nova Oferta de Aquisição das ações da CPFL Energia para a saída do Novo Mercado, os investidores estão em busca das ações da companhia que restaram, apostando que o valor a ser pago trará ganho substancial em relação ao atual preço dos papéis.

Banco do Brasil (BBAS3) / Recursos - O Banco do Brasil pretende ofertar mais de R$ 12 bilhões em recursos para o financiamento do Pré-Custeio da próxima safra (2018/19), que tem início no segundo semestre deste ano.

São Martinho (SMTO3) / Emissão de CRA - A São Martinho anunciou a emissão de R$ 500 milhões em Certificados do Agronegócio (CRA), com opções de lote suplementar e adicional, de 15% e 20%.

C&A / Venda - A família controladora da rede de vestuário C&A está considerando a venda da companhia a um investidor chinês.

Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) / Resultados - As vendas líquidas durante o 4T17 do Grupo Pão de Açúcar cresceram 8,2%, fechando o ano de 2017 em R$ 44,6 bilhões.
Recomendações do dia
IRB Brasil (IRBR3) / Credit Suisse - O banco iniciou a cobertura do ativo com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 45.

Randon (RAPT4) / Itaú BBA - O Itaú BBA optou por elevar a recomendação do ativo para compra; com preço-alvo em R$ 9,50.
Fonte:advfn

.