Aviso aos Acionistas e Recomendações do dia

Aviso aos Acionistas
Arezzo&Co (ARZZ3) / Juros sobre Capital Próprio – A Arezzo dará inicio nesta sexta-feira (5) ao pagamento de seus Juros Sobre Capital Próprio, no valor total de R$ 20.920.347,16, correspondendo a R$ 0,23 por ação. Para aqueles que informaram os seus dados (Banco/Agência/Conta Corrente) para o Itaú Unibanco, o pagamento será feito por meio de crédito em conta. Para aqueles que não possuem os dados cadastrados, o valor poderá ser retirado nas agências do banco.

Locamerica (LCAM3) / Juros sobre Capital Próprio – Nesta sexta-feira, a Locamérica iniciará os pagamentos de seus JCP, no valor bruto total de R$ 5.519.889,85, equivalentes a R$ 0,068 por ação, com retenção de 15% no Imposto de Renda Retido na Fonte. O valor irá contemplar a base acionária do dia 21 de dezembro de 2017.
Destaques do Dia
O ano mal começou e a Bovespa iniciou com o pé direito, batendo os seus recordes dia após dia. Na sessão desta quinta (4), o Índice fechou novamente em alta e superou os 78 mil pontos, com uma valorização de 0,84% e renovou a sua máxima histórica pelo terceiro dia seguido deste ano. Essa sequência de ganhos é a maior desde julho de 2016, quando a bolsa brasileira subiu por 10 pregões seguidos. Com isso, somente nos primeiros 3 pregões do ano, o Índice já acumula uma valorização de quase 3%.
Um ar de otimismo vem rondando a bolsa e os principais motivos apontados para que isso aconteça são os sinais de recuperação na economia brasileira, a queda nos juros básicos, a provável votação da Reforma da Previdência ainda esse ano e as eleições presidenciais.
No mercado internacional o dia não foi diferente e também foi marcado por recordes históricos em Wall Street, com o Índice Dow Jones encerrando o dia pela primeira vez acima dos 25 mil pontos.
Empresas
Fibria (FIBR3) e a divulgação de resultados - Por meio de fato relevante, a Fibria anunciou ao mercado que sua divulgação de resultados referente ao quatro trimestre de 2017 acontecerá no dia 29 de janeiro, após o fechamento do mercado.

Usiminas (USIM5) e o aumento de 23% - De acordo com informações do jornal O Estado, a Usiminas fechou com as montadoras um reajuste de 23% no valor do aço. No início das negociações, as siderúrgicas cobiçavam um aumento de 25%.

Locamérica (LCAM3) e o Blocktrade - Nesta sexta-feira, acontecerá o leilão de 4,05 milhões de ações da Locamerica, que na última semana anunciou a compra da concorrente Unidas. Segundo informações da B3, a operação deve sair a R$ 18,79 por papel - valor 7,4% abaixo do fechamento da última quarta-feira.

Almeida Junior cogita IPO neste ano - A empresa catarinense de shoppings centers Almeida Junior é uma potencial candidata a abrir capital na bolsa durante o ano de 2018. A companhia é o maior grupo de shoppings no sul do Brasil, com seis empreendimentos e 60% do market share de Santa Catarina.

Dotz pretende investir R$ 15 mi em 2018 - O programa de fidelidade por coalizão, Dotz, pretende desembolsar cerca de R$ 15 milhões durante este ano para ganhar mais espaço no mercado corporativo. O valor supera o investimento feito pela empresa em 2017, que totalizou R$ 10 milhões.

Raízen Combustíveis e a Shell Argentina - Segundo informações apuradas pelo jornal O Estado, a empresa de combustíveis Raízen está prestes a comprar os negócios da Shell na argentina, que incluem distribuidoras de combustíveis e ativos da área de refino.
Recomendações do dia
Magazine Luiza (MGLU3) / Eleven Financial - A corretora optou por manter a recomendação de compra no ativo da Magazine Luiza e elevou o preço-alvo.

Cyrela (CYRE3) / Morgan Stanley - O banco elevou a recomendação da incorporadora para venda.

Vale (VALE3) / Itaú BBA - O banco optou por manter a recomendação de compra para o papel da Vale e fixou o preço-alvo da ARD em US$ 15, para o fim de 2018. O Itaú acredita que esse ano trará uma maior flexibilidade nos negócios de minerais, e prevê um aumento na visibilidade da companhia.

Cielo (CIEL3) / UBS - O banco afirma que o possível IPO da pagseguro pode gerar um clima de tensão para a Cielo. Com isso, os analistas mantiveram a recomendação de venda e o preço-alvo em R$ 21.
Fonte: advfn

.

.