Destaques do Dia

Brasil e o Mundo
Paulo Maluf / Polícia Federal - O deputado federal Paulo Maluf (PP) se entregou à Polícia Federal em São Paulo na manhã desta quarta-feira (20) um dia após o ministro Edson Fachin, do STF, determinar o inicio imediato do cumprimento da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, imposta pelo tribunal por supostos desvios de dinheiro durante a gestão como prefeito, entre 1993 e 1996.

Banco Central / Compulsórios - O Banco Central anunciou a redução das alíquotas dos depósitos compulsórios dos bancos (dinheiro que as instituições são obrigadas a deixar parado no BC). A iniciativa envolve recursos à vista, cuja alíquota passa de 45% para 40%, e recursos a prazo, que cai de 36% para 34%. Com isso, a autoridade monetária libera R$ 6,5 bilhões para a economia.

Estados Unidos / Donald Trump - O senado dos Estados Unidos aprovou, na madrugada desta quarta-feira (20), reforma tributária promovida pelo presidente Donald Trump.
Destaques do Dia
Os mercados internacionais amanhecem nesta quarta-feira (20) com a notícia de que a reforma tributária do presidente Donald Trump foi aprovada, com 51 votos a favor (todos republicanos) e 48 contra (todos os democratas). O principal objetivo da reforma é reduzir os impostos sobre as empresas.
Esse é considerado o maior corte tributário desde o realizado pelo ex-presidente Ronald Reagan, em 1986.
A ambiciosa reforma do presidente Trump pode gerar um aumento de US$ 1,5 trilhão no déficit fiscal, o que o presidente considera como fundamental para reanimar a atividade econômica e colocar um gatilho no crescimento anual do país, para ultrapassar o nível dos 3%.
No Brasil, com as votações no Senado em ritmo de férias, o assunto da vez é o ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, que após 20 anos do seu comando sobre a capital paulista, ele pode ser preso. O deputado Maluf foi condenado em maio por lavagem de dinheiro desviado durante a gestão como prefeito, entre 1993 e 1996. O ministro do STF, Edson Fachin, determinou nesta terça-feira (19), o início imediato da pena.
O mercado doméstico aguarda pacientemente a divulgação dos resultados da Secretaria do Tesouro Nacional, o qual informará o valor atualizado da dívida pública brasileira em novembro. Em outubro, o endividamento do Brasil avançou para R$ 3,43 trilhões.
O Banco Central também apresentará o resultado das contas externas do mês de novembro. Houve um déficit de US$ 343 milhões em outubro. 
Empresas
Oi (OIBR4) / Recuperação Judicial - Após 15 horas reunidos, os credores da Oi aprovaram na madrugada desta terça-feira (19), o plano de recuperação judicial da empresa. Com dívidas de R$ 64 bilhões, a Oi protagoniza o maior caso de recuperação judicial da história do país.

Triunfo (TPIS3) / Dividendos - A Triunfo Participações informou nesta terça (19) que vai realizar a distribuição de dividendos no valor de R$ 0,25 por ação. O valor será pago no dia 27 de dezembro de 2017.

Brasil Pharma (BPHA3) / Laudo - A Brasil Pharma informou que o Banco Modal enviou a administração o laudo de avaliação econômico financeiro das ações de emissão da companhia. O objetivo do laudo é iniciar uma oferta publica (OPA) para a saída da empresa do Novo Mercado.

Somos Educação (SEDU3) / Ações - O Conselho de Administração da Somos Educação aprovou a negociação pela companhia de ações de sua própria emissão, no montante total de R$ 4.801.072,64.

Unip / IPO - A Universidade Paulista (Unip) vai se transformar em uma instituição com fins lucrativos a partir de janeiro e o objetivo é buscar um sócio ou realizar uma oferta inicial de ações na Bolsa.

Fras-le (FRAS3) / Resultados - A Fras-le alcançou uma receita líquida de R$ 67,0 milhões ou 13,1% maior do que aquela de novembro de 2016.

Cielo (CIEL3) / ADR’s - A Cielo comunicou que a partir do dia 02 de janeiro de 2018, as suas ADR’s (American Depositary Receipts) serão negociadas no Nasdaq International Designation, o novo segmento de mercado-balcão norte americano.

Energias do Brasil (ENBR3) / Aquisição - A EDP Energias do Brasil informou nesta terça-feira (19) que adquiriu 14,5% das ações da Celesc (CLSC4). O valor total da aquisição foi de R$ 230 milhões. O valor corresponde a 33,1% das ações ordinárias e 1,9% das ações preferenciais.

Banco do Brasil (BBAS3) / Reestruturação - Apesar da expectativa quanto ao anúncio de uma nova reestruturação no Banco do Brasil, a reunião do Conselho de Administração realizada nesta segunda-feira (18) terminou apenas com algumas mudanças de cadeiras.

Prumo Logística (PRML3) / Termelétrica - A Prumo conseguiu a autorização da Aneel para a instalação da primeira termelétrica do Porto do Açu, mostra um relatório enviado a clientes nesta quarta-feira (20).

Gerdau (GGBR4) / Renúncias - O conselho da Gerdau anunciou a renúncia de André Gerdau Johannpeter ao cargo de diretor presidente da companhia. Além dele, renunciaram também os vice-presidentes Claudio Johannpeter e Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter.

Itaúsa (ITSA4) / Juros sobre Capital Próprio - A Itaúsa aprovou nesta terça-feira (19) o pagamento de juros sobre capital próprio no valor de R$ 0,16 por ação. O valor deve ser pago até o dia 30 de abril de 2018.

Gafisa (GFSA3) / Dívidas - A Gafisa renegociou o pagamento de dívidas no valor de R$ 456,316 milhões para 2020 e 2021.
Recomendações do dia
Locamérica (LCAM3) / Eleven Financial - A Eleven Financial iniciou a cobertura do ativo com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 21.

Bancos / Credit Suisse - Para a equipe de análise do banco, a redução dos juros compulsórios deve elevar o lucro do Banco do Brasil em 0,9%; 0,5% para o Banrisul; 0,4% para o Itaú Unibanco; 0,3% ao Santander e 0,3% para o Bradesco.

SLC Agrícola (SLCE3) / JP Morgan - O Banco rebaixou a recomendação do papel para neutra e elevou o preço-alvo de R$ 21 para R$ 27.

Cyrela (CYRE3) / Santander - O banco elevou a incorporadora para a classificação Top Pick pela resiliência, apesar do cenário volátil para o setor imobiliário no ano que vem.

Kroton (KROT3) / Bradesco - O banco elevou a recomendação para Kroton de neutra para compra. O preço-alvo permaneceu em R$ 23.

.