Tesouro Direto lança simulador que ajuda a escolher o melhor título


Simulador do Tesouro Direto calcula quanto investir para atingir objetivo, faz comparações com outras aplicações e ajuda usuário a escolher o melhor título
O Tesouro Direto acaba de lançar uma ferramenta para ajudar o investidor a escolher o título público mais adequado ao seu perfil e objetivos. Com o simulador do Tesouro Direto, o investidor calcula quanto renderia seu investimento, quanto investir para atingir suas metas financeiras e ainda compara a rentabilidade dos títulos públicos ao desempenho de outras aplicações de renda fixa conservadora.
A ferramenta está disponível no site do Tesouro Direto e é responsiva, sendo possível utilizá-la mesmo em dispositivos móveis. Não é necessário ser um investidor cadastrado para fazer simulações.

Escolhendo o melhor título para o seu perfil

Uma das funcionalidades do simulador do Tesouro Direto é a ajuda na escolha do melhor título público para o objetivo financeiro do investidor.
O investidor deve informar seu objetivo (por exemplo, comprar uma casa ou poupar para a aposentadoria); por quanto tempo deseja manter o investimento; se quer saber exatamente quanto vai ganhar ou se deseja preservar seu poder de compra ganhando acima da inflação; e se deseja receber a remuneração toda no final ou semestralmente.
A partir dessas informações, o simulador recomenda os títulos mais adequados ao perfil do usuário. O investidor pode escolher um título para aplicar imediatamente ou para fazer uma simulação de rentabilidade, comparando-o a outros investimentos.

Simulando a rentabilidade

Após receber recomendações de títulos, o investidor pode simular sua rentabilidade e compará-la ao desempenho de outras aplicações de renda fixa.
Se desejar, o usuário pode fazer uma simulação de rentabilidade com qualquer título, sem a necessidade de receber uma indicação do simulador. Basta escolher diretamente da lista de títulos oferecidos pelo Tesouro Direto.
É possível simular de duas maneiras: você pode informar quanto deseja investir hoje em determinado título, e o simulador calcula quanto você terá ao fim do prazo; ou você pode informar quanto deseja resgatar no vencimento do título escolhido, e o simulador informa quanto você precisa investir hoje.
Em ambos os caminhos, você pode simular como seria fazer uma aplicação única ou então fazer um investimento inicial, seguido de aplicações mensais. Por exemplo, você pode simular quanto você teria ao fim do prazo caso investisse 10 mil reais uma única vez ou quanto teria caso fizesse um aporte inicial de 10 mil reais, seguido de aplicações mensais de mil reais.

Comparando com outras aplicações

Feita a simulação de rentabilidade, o simulador do Tesouro Direto mostrará também uma comparação do desempenho esperado para o título público em questão com o de outras aplicações de renda fixa conservadora.
O usuário pode escolher quais delas deseja visualizar: poupança, CDB, LCI/LCA ou fundo DI. Todos os rendimentos já são mostrados líquidos de eventuais taxas e imposto de renda.
As estimativas de custos e rentabilidades das diversas aplicações financeiras baseiam-se nos parâmetros utilizados no mercado, mas o usuário pode alterá-las da maneira que desejar.
Por exemplo, você pode inserir a rentabilidade do CDB oferecido pelo seu banco, a taxa de administração do Tesouro Direto da sua corretora ou a taxa do fundo DI da sua gestora de recursos. Para isso, basta clicar em “Ver e/ou alterar parâmetros”.
Também é possível visualizar a simulação detalhada, para entender todos os valores e parâmetros utilizados, além de trocar o título usado na simulação.

.

.