Argumentos fundamentais ou técnicos?

Um comentarista de mercado americano, figurinha carimbada da CNBC, começou esta semana com um tom bearish (pessimista), apontando para “resultados corporativos abaixo do esperado, aumento de posições vendidas em bolsa e comportamento errático do trading na última sexta-feira”. “Hora de vender ações”.
 
Nesta quarta, apenas dois dias depois, destacou que ações estão “universalmente em alta” mundo afora, na esteira da liquidez propiciada pelos bancos centrais, o que estaria se sobrepondo a todos os demais argumentos fundamentais e técnicos. “Hora de comprar ações”.
 
Em caso de dúvidas, põe na conta dos bancos centrais. Dentre os papéis típicos dessas instituições está o de emprestador de última instância: espera-se que o banco dos bancos seja provedor de liquidez para as demais instituições quando estas, por qualquer motivo, se vêem sem ter a quem recorrer para manter o caixa em nível adequado.
 
Eis que, nos tempos atuais, a liquidez provida pelos bancos centrais não só não mitiga os riscos do sistema, como ainda os alimenta.

YBBRIO ALEXANDRE YOKOYAMA FINANCIAL ASSET

YBBRIO ALEXANDRE YOKOYAMA FINANCIAL ASSET
SÃO PAULO RIO DE JANEIRO LONDRES TOKYO

.