Selic uma determinação objetiva ou subjetiva .

Copom mostrou consonância na última reunião de Tombini.
 Todo mundo concordando que é hora de taxa de juros estável.
 Mas seria a Selic uma determinação objetiva ou subjetiva?
 Os atuais membros do Copom serão substituídos em breve, por outros sujeitos.
 A julgar pelos rumores sobre os próximos nomes, há uma chance não desprezível de afrouxamento em 8 de junho ou 20 de julho.

Enquanto junho ou julho (ou 11 de maio) não chegam, os “vazamentos" do Governo Temer continuam a todo vapor:
 
- Projeto de lei para acabar com a reeleição a partir de 2018.
- Desvinculação de 25% de receitas dos municípios, estados e União, para fazer corte de gastos.
- Meritocracia para professores.
- Novas regras para concessões.
- Abertura comercial e fomento a exportações.
 Por conversar com gente, Temer parece credenciado a atender os interesses mais urgentes do país.

 Dilma, tentando agradar alguns, desagradou a todos.
 Temer quer agradar a maioria, necessariamente ignorando vontades específicas.
 Um bom presidente elege prioridades. Uma dúzia delas basta.
 Entre essas prioridades, está a de resolver - rapidamente - o endividamento de grandes empresas.
 O que vimos com a PDD de Bradesco no Daily PRO de hoje é apenas uma lasquinha do iceberg.

Outras lasquinhas aparecem para o investidor mais atento.
Natura reportando prejuízo? Sério mesmo?
E Duratex também?
Definitivamente, isso não é normal.
Se algumas de nossas melhores empresas listadas caíram no vermelho, o que imaginar das milhares de empresas medianas não listadas que, em tese, deveriam sustentar a adimplência nacional?

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.