Não tem feriado na China


Com ou sem o feriado de Martin Luther King hoje nos EUA, seríamos obrigados a dar foco internacional à China.
 
O Banco Central do país resolveu adotar compulsório sobre depósitos offshore de bancos estrangeiros denominados em yuan.
 
Mais uma medida de quem tenta controlar o câmbio, ao mesmo tempo em que confessa um descontrole.
 
Ainda assim, mercados seguram a bronca antes dos chineses divulgarem amanhã o PIB do 4T15, já sabidamente abaixo do necessário para crescer +7% em 2015.
 
Achamos, porém, que PIB não é tão interessante neste caso; o diabo está nos dados em tempo real que não podem ser lapidados.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.