Dólar opera em baixa após abertura de processo de impeachment Na véspera, a moeda norte-americana caiu 0,5%, a R$ 3,8355 para venda. Na semana e no mês, o dólar acumula alta de 0,32% e queda de 1,31%.

O dólar abriu os negócios nesta quinta-feira (3) em queda, após o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitar o pedido de abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.
Na quarta, o Congresso aprovou  autorizando o governo a trocar a previsão de um superávit de R$ 66,3 bilhões em 2015 por um déficit que pode bater R$ 119,9 bilhões.
Com isso, o Executivo tem condições de revogar o decreto editado na segunda-feira para e que ameaçava paralisar a administração pública.

Na véspera, o dólar fechou em queda de 0,5%, a R$ 3,8355. Na semana e no mês, o dólar acumula alta de 0,32% e queda de 1,31%, respectivamente. No ano, há valorização de 44,26%.

Intervenção do BC
O Banco Central fará nesta tarde leilão de venda de até 500 milhões de dólares com compromisso de recompra. Segundo a assessoria de imprensa do BC, a operação não tem como fim rolar contratos já existentes.
O BC também dará continuidade, pela manhã, à rolagem dos swaps cambiais que vencem em janeiro, com oferta de até 11.260 contratos, que equivalem a venda futura de dólares.

Ao todo, o BC já rolou o correspondente a US$ 1,096 bilhão, ou cerca de 10% do lote total, equivalente a US$ 10,694 bilhões.

.

.