400 pontos , risco Brasil.

Quando ocorre alguma surpresa negativa, ultrapassamos a marca, agora entre 420 e 430 pontos.
 Isso é o que chamamos, popularmente, de Risco-Brasil.
 Há uma correlação íntima entre aumento do Risco-Brasil, queda da Bolsa, valorização do dólar e salto dos juros futuros.
 Afinal, o CDS reflete o custo para se proteger de cenários de estresse tupiniquim.
 Quais cenários seriam esses, no momento?

.

.