Erros e acertos de Dilma e Aécio no debate do SBT


CRISTINA TARDÁGUILA16.10.2014 19h35m
O blog "Preto no Branco" acompanhou ao vivo o debate presidencial promovido pelo SBT nesta quinta-feira, 16 de outubro. Confira abaixo a lista das checagens feitas com base no segundo confronto televisivo travado entre a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, e o candidato do PSDB, Aécio Neves.
Compartilhe nas redes sociais usando a hashtag #PretonoBranco.
Observação: este post será atualizado ao longo das próximas horas

DILMA ROUSSEFF (PT):
1) Lei Seca:
 2) Casos Pasta Rosa e Sivam:
 3) Construção de metrôs:

AÉCIO NEVES (PSDB):
1) Morte de jovens:
 2) Irmão de Dilma:
 3) Inflação no país:
 4) Lei Seca:
---
Veja outras checagens aqui.


CATHARINA WREDE E LUIZ ERNESTO MAGALHÃES16.10.2014 19h19m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, falou sobre a Lei Seca e, com relação a sua adversária, a presidente Dilma Rousseff (PT), afirmou que:

"A iniciativa (da Lei Seca) não é sua"



A proposta que endureceu a Lei Seca foi a de número 5607/2009, do deputado Hugo Leal, então no PSC, sancionada em 2012. 

---
Veja outras checagens aqui.

LUIZ ERNESTO MAGALHÃES16.10.2014 19h18m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, pela SBT, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, afirmou:
"Em 2012, eu sancionei a Lei Seca".
Lei Seca (de número 11.705/2008) foi sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2008.
O que Dilma fez foi alterar a legislação tornando-a mais rígida, ao sancionar a Lei 12.760/2012 em 21 de dezembro de 2012. 

---

Veja outras checagens aqui.
RAPHAEL KAPA16.10.2014 19h18m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, lembrou os escândalos da Pasta Rosa e do Sivam e afirmou que:
"Estamos fazendo 9 metrôs no Brasil"
Segundo o site do Programa de Aceleração do Crescimento, na parte de mobilidade urbana, há o investimento federal para a expansão e construção de 9 metrôs no Brasil. São eles o de: Salvador, Fortaleza, Recife, Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.

---
Veja outras checagens aqui.

LUIZ ERNESTO MAGALHÃES16.10.2014 19h14m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, citou a Unicef e afirmou que, no Brasil:
"24 jovens e adolescentes morrem por dia".
Relatório divulgado pela Unicef e citado pelo candidato informa que, em 2012 (último dado disponível na entidade), foram registradas 11 mil mortes por 100 mil habitantes na faixa etária entre 0 e 19 anos. Por dia, seriam 30,13 mortes.
Mas vale ressaltar que o estudo apontado também abrange crianças, não apenas jovens e adolescentes.
---
Veja outras checagens aqui.
RAPHAEL KAPA16.10.2014 18h47m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, falou sobre nepotismo e, com relação a sua adversária, a presidente Dilma Rousseff (PT), afirmou que:

"Seu irmão foi nomeado em 20 de setembro de 2003 por Fernando Pimentel, seu aliado"


De acordo com o Diário Oficial de Belo Horizonte, Igor Rousseff, irmão da candidata Dilma, foi realmente nomeado como assessor especial do Gabinete do Prefeito em 20 de setembro de 2003. A nomeação foi feita pelo prefeito Fernando Pimentel (PT).

---
Veja outras checagens aqui.

LUIZ ERNESTO MAGALHÃES16.10.2014 18h39m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, lembrou os escândalos da Pasta Rosa e do Sivam e afirmou que:
"Eles não foram investigados". 
Polícia Federal investigou o caso da Pasta Rosa. A acusação era que US$ 2,4 milhões foram doados pelo Banco Econômico para a campanha de 25 candidatos nas eleições de 1990. Naquele tempo, empresas eram proibidas de financiar campanhas.
O presidente do banco, Ângelo Calmon de Sá foi indiciado pela Polícia Federal por crime contra a ordem tributária e o sistema financeiro, com base na Lei do Colarinho-Branco. Mas o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, pediu o arquivamento do inquérito em fevereiro de 1996.
O caso Sivam também chegou a ser investigado pelo Ministério Público Federal, mas ninguém foi punido.
---
Veja outras checagens aqui.
CRISTINA TARDÁGUILA16.10.2014 18h20m
No debate realizado nesta quinta-feira, 16 de outubro, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, falou sobre a economia e afirmou que sua adversária, a presidente Dilma Rousseff (PT):
"Vai deixar o país com a inflação maior do que recebeu".
Segundo a série histórica do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em janeiro de 2010, quando Dilma Rousseff assumiu a Presidência, a inflação era de 5,99%. A taxa de setembro, a última disponível, foi de 6,75%.

---

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.