Como e onde investir R$ 50 mil para obter bons retornos?


Internauta tem 50 mil reais e pergunta quais investimentos podem trazer um bom rendimento nessa faixa de valor

Editado por Priscila Yazbek, de 
REUTERS
Dinheiro: pessoa segura notas de cinquenta reais
Dinheiro: Especialistas indicam fundos multimercados e de renda fixa para investidores com perfil arrojado
Dúvida do internauta: Tenho cerca de 50 mil reais mas não sei como nem onde investir. Gostaria de dicas, mas para investir em aplicações que tivessem um bom retorno. 
Resposta de Samy Dana e Alex del Giglio*:
Com 50 mil reais existem diversas alternativas de investimento que podem proporcionar um bom rendimento. A escolha entre as alternativas depende fundamentalmente do perfil do investidor e do horizonte de tempo no qual ele pretende manter os recursos aplicados.
Para responder sua pergunta vamos considerar dois perfis de investidor, que são os mais comuns no Brasil, o conservador e o moderado.
Se você tiver um perfil conservador significa que possui baixa tolerância a riscos. Assim, instrumentos financeiros conservadores são as alternativas mais adequadas.
Recomendo a alocação dos 50 mil reais em Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) caso seu horizonte de investimento seja de curtoou médio prazo ou em Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-Bs), títulos públicos vendidos via Tesouro Direto, caso seu horizonte de investimento seja de longo prazo.
Esses papéis possuem baixíssimo risco, são distribuídos fundamentalmente pelas corretoras e distribuidoras e remuneram atualmente a uma taxa líquida entre 0,7% a 0,8% ao mês.
Se você tiver um perfil moderado significa que está disposto a correr algum risco em seus investimentos, buscando um retorno diferenciado no médio prazo. Assim, instrumentos financeiros que possuem algum risco são as alternativas mais adequadas.
Aconselho fundos de investimento de renda fixa e multimercado com baixa taxa de administração e bom histórico de gestão. Entre as opções sugiro um mix composto por cotas de fundos de renda fixa crédito privado e por cotas de fundos multimercados multiestratégia e multimercados juros e moedas.
Esses papéis são comercializados fundamentalmente em bancos com carteira de investimento e em gestoras de fundos (assets), possuindo uma rentabilidade líquida que pode superar o retorno da carteira conservadora.
Seja o seu perfil conservador ou moderado, é fundamental rever a carteira de investimentos periodicamente. A performance dos produtos financeiros é influenciada por diversas variáveis, intrínsecas ou extrínsecas aos ativos, que determinam o retorno dos investimentos.
Bons Investimentos!
(*) Samy Dana é Ph.D. em Business, professor da FGV e coordenador do Núcleo de Cultura e Criatividade GV Cult. É consultor de empresas nacionais e internacionais dos setores real e financeiro e de órgãos governamentais, além de autor de livros de finanças pessoais. Esta resposta foi escrita em parceria com Alex Del Giglio, economista pela Univerisidade de São Paulo (USP), com extensão em finanças pela ESC Bordeaux e mestrado em Administração pela FGV. Responsável pela área educacional da Prime Finance Investimentos AAI Ltda., com sede em Manaus.

.

.