Pesquisa IstoÉ/Sensus mostra Dilma e Marina empatadas tecnicamente



Por Valor
SÃO PAULO  -  
A primeira pesquisa IstoÉ/Sensus feita após a morte do candidato do PSB, Eduardo Campos, em 13 de agosto, e sua substituição por Marina Silva, mostra a ex-ministra em empate técnico com a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT). A petista, segundo o levantamento divulgado nesta madrugada, realizado entre os dias 1 e 4 de setembro, teria 29,8% das intenções de voto se as eleições fossem hoje; a ex-ministra teria 29,5%. Na pesquisa anterior do instituto, realizada entre 9 e 12 de agosto, Dilma aparecia com 32,7% dos votos. O senador Aécio Neves (PSDB) oscilou de 21,4% para 15,2% entre as duas pesquisas. A margem e erro da pesquisa é de 2,2 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Em um hipotético segundo turno, Marina venceria a atual presidente com larga margem: teria 47,6%, ante 32,8% da petista. Se o confronto fosse com Aécio, Dilma ganharia com 39,3% dos votos, ante 35,4% do tucano. No levantamento anterior, Dilma tinha 37,7% e Aécio, 34,7%. Os indecisos, ou que votariam em branco ou nulo caíram de 33,2% para 23,5% entre os dois levantamentos.
O índice de rejeição  de Dilma continua o maior entre os três postulantes. Dilma não seria a opção de 44,3% dos eleitores, oscilando dois pontos acima do índice da pesquisa de agosto, quando foi rejeitada por 42,3% dos consultados. No mesmo período, a rejeição a Aécio passou de 26,0% para 31,5%. A rejeição ao nome de Marina é mencionada por 22,3% dos entrevistados.
Mas a aprovação da atuação pessoal de Dilma à frente do governo teve uma melhora: 46,3% dos consultados disseram que aprovam sua atuação, de 40,5% do levantamento anterior. A desaprovação também caiu, de 51,6% para 46,1%.
A avaliação do governo Dilma também apresentou ligeira melhora entre agosto e setembro. Neste último levantamento, 30,5% dos entrevistados consideram seu governo positivo, de 28,5% no mês anterior. A avalição regular oscilou de 35,0% para 36,8% entre as duas pesquisas, consideram negativo seu governo 29,7% dos consultados (de 34,6% anteriores).
A pesquisa IstoÉ/Sensus ouviu 2.000 pessoas de 24 Estados, nas cinco regiões, em 136 municípios, entre os dias 1º e 4 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e a margem de confiança, de 95%. Foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número BR-00541/2014.

.

.