Emoções atrapalham a carreira da geração Y, diz estudo


Jovens ingressantes no mercado de trabalho sofrem com falta de objetivos claros. O que está faltando, afirma estudo, é inteligência emocional

Stock.xchng
Garota pensando com cabeça baixa
Jovem: apesar da boa formação técnica, faltam aos jovens habilidades comportamentais, de acordo com estudo
São Paulo - A falta de inteligência emocional é o principal fator que leva jovens a buscar coaching e aconselhamento de carreira, segundo um estudo recente feito pela consultoria YCoach.
O levantamento, que ouviu 102 jovens de 18 a 32 anos, pertencentes às classes A e B, concluiu que  boas escolas, vivência internacional e domínio das competências técnicas não são o suficiente para um ingresso tranquilo da geração Y no mercado de trabalho.
"Eles estudaram em ótimas escolas, tiveram experiências internacionais e possuem uma boa formação do ponto de vista técnico", explica Felipe Maluf, um dos sócios da consultoria. O problema, diz ele, está atrelado às competências emocionais.
"O jovem tem o diploma e a qualificação formal, mas também apresenta muitas fragilidades comportamentais, ligadas à experiência de vida", explica ele. Ansiosos e com grandes expectativas para suas carreiras, eles têm dificuldade em enxergar seus próprios objetivos e anseios profissionais.
Não por acaso, a falta de clareza quanto aos próximos passos da carreira, mencionada por 23% dos entrevistados pelo levantamento, é a maior dificuldade dos jovens.
O desejo de se realizar profissionalmente vem em seguida, citado por 21%. "O problema é que o jovem não percebe que realização profissional é uma construção a longo prazo, que só é possível vivenciar depois de passar por muitas etapas", afirma Maluf.
Veja a seguir os sete motivos mais citados pelos jovens consultados pelo estudo:
Razão para procurar ajuda% de jovens que a mencionaram
Falta de clareza quanto aos próximos passos23%
Desejo de se realizar profissionalmente21%
Busca de preparo para se tornar líder15%
Desejo de equilibrar vida pessoal e profissional11%
Desejo de mudar de emprego11%
Busca por novas oportunidades10%
Sentimento de que os líderes não inspiram5%
Incompatibilidade com valores da empresa4%

.

.