Pânico hoje? Brasil é rebaixado por agência internacional

Agenda do investidor para esta terça-feira
S&P Case-Shiller HPI: índice de preços de moradias referente ao mercado imobiliário residencial norte-americano. New Home Sales: número de casas novas contruídas dentro do mês nos EUA. Consumer Confidence: índice que mede, por meio de entrevistas, a situação econômica atual e expectativa do consumidor norte-americano para o futuro próximo
Pânico hoje? Brasil é rebaixado por agência internacional
A nota de crédito do Brasil foi rebaixada em um nível pela agência de classificação de riscos Standard & Poor's ontem à noite, após o fechamento do mercado. Para alguns analistas, os investidores deverão receber a notícia com certa tranquilidade, apesar de a movimentação desta terça-feira provavelmente mostrar-se errática nas primeiras horas de negociação. A S&P deu nota BBB- para o país, último nível na escala de "investment grade", que diferencia títulos seguros dos de alto risco, o que já era amplamente esperado pelo mercado. Problemas na política fiscal do governo e baixo crescimento econômico do país levaram a agência internacional a rebaixar a nota do Brasil. Este é o primeiro rebaixamento em 12 anos. O Ministério da Fazenda afirmou que o corte da nota contradiz a solidez e os fundamentos do Brasil. Um fator adicional de volatilidade no mercado hoje também será a avaliação do corte da nota de crédito da PETROBRAS (PETR4) e ELETROBRAS (ELET6) para BBB-, acompanhando a nota soberana do Brasil. Com suas notas de crédito rebaixadas, as taxas de juros cobradas por empréstimos no mercado internacional deverão ficar mais altas para essas empresas.

Comentários

.