Eike pode vender Hotel Glória e paralisa reforma


Segundo Valor Econômico, grupo EBX teria paralisado as obras da reforma no empreendimento e cerca de 300 pessoas podem ser demitidas


Divulgação
Glória Palace Hotel será reaberto
Glória Palace Hotel: hotel que pertence a Eike pode ser vendido
São Paulo - Depois de vender parte da OGX e da MMX, a EBX, de Eike Batista, estaria negociando a agora a venda do Hotel Glória Palace, no Rio de Janeiro, que pertence à REX, braço do setor imobiliário do grupo, e as obras de reforma já estariam paralisadas. As informações são do jornal Valor Econômico, desta quinta-feira.
Conforme antecipado por EXAMe, edição 1040, o processo coordenado pelo BTG tem como outro objetivo simplificar a estrutura do grupo e diminuir o número de empresas e o Hotel Glória seria o primeiro da lista de venda.
De acordo com a reportagem, o grupo EBX, no entanto, alega que está negociando a entrada de uma rede hoteleira como sócia na operação e que as conversas já estão avançadas sobre o assunto.
Pessoas ouvidas pelo Valor afirmaram que as obras de reforma do hotel estão paralisadas e cerca de 300 pessoas podem ser demitidas por isso.
O Hotel Glória, primeiro cinco estrelas do Brasil, foi comprado pelo Grupo EBX em 2008 e, inicialmente, a reinauguração do empreendimento estava marcada para o final de 2011. Há rumores, no entanto, que nem para a Copa do Mundo, no próximo ano no país, o hotelestará pronto.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.