COMUNICADO AO MERCADO INÍCIO DA PERFURAÇÃO DO POÇO OFFSHORE NO PROSPECTO DE MUROMBE NA NAMÍBIA

HRT_Header_27072012_VF
COMUNICADO AO MERCADO
INÍCIO DA PERFURAÇÃO DO POÇO OFFSHORE NO
PROSPECTO DE MUROMBE NA NAMÍBIA
Rio de Janeiro, 2 de junho de 2013 - A HRT Participações em Petróleo S.A. (a "Companhia" ou "HRT") (BM&FBOVESPA: HRTP3, TSX-V: HRP), através de sua subsidiária HRT Walvis Petroleum (Proprietary) Ltd. ("HRT Walvis"), informa que, no dia 1 de junho de 2013, deu início à perfuração do poço Murombe-1 (2212/06-1) ("Murombe-1"), o segundo poço offshore de sua campanha exploratória. Esse poço faz parte do Prospecto Murombe, que está localizado no Petroleum Exploration License 23 ("PEL 23"), na Bacia de Walvis, no offshore da República da Namíbia. 
2013-06-02_Namibia_Murombe-1_Spud-in_PT-01
O poço Murombe-1 está localizado a aproximadamente 220 km a noroeste de Walvis Bay, em lâmina d'água de 1.391 m. Esse poço está localizado a apenas 15 km leste do primeiro poço da HRT perfurado no PEL-23 (Wingat-1), e será perfurado através de duas rochas geradoras de excelente qualidade de onde foram recuperados hidrocarbonetos líquidos. Murombe-1 testará reservatórios turbidíticos de fundo de bacia em uma estrutura dômica fechada de 1.000 km2 em seu ponto mais elevado. O objetivo principal desse poço é testar os recursos potenciais do reservatório de turbiditos de idade Barremiana, que possui uma anomalia de amplitude sísmica bem definida em dados 3D PSDM. O objetivo secundário, mais raso, é o Prospecto Baobab, de idade Santoniana, composto por reservatórios turbidíticos confinados em um complexo de canais, que está entre as duas rochas geradoras. 
A previsão é de que o reservatório de Baobab e o reservatório de Murombe sejam encontrados a uma profundidade de aproximadamente 3.670 metros e 5.090 metros abaixo do nível do mar, respectivamente. Murombe-1 será perfurado a uma profundidade total prevista de 5.360 metros pela sonda semi-submersível Transocean Marianas (NYSE:RIG). O tempo total estimado para as operações de perfuração é de cerca de 72 dias. 
A HRT é a operadora de 10 blocos no offshore da Namíbia, que estão distribuídos em quatro Licenças Exploratórias. A companhia GALP Energia (NYSE Euronext Lisbon: GALP), com 14% de participação, é a parceira da HRT na perfuração dos três primeiros poços da atual campanha exploratória. 
"A HRT está muito entusiasmada em dar continuidade, através do poço de Murombe, à campanha exploratória no offshore Namibiano. Esperamos nos beneficiar dos resultados positivos do Wingat-1, onde identificamos a rocha geradora e encontramos óleo leve. A HRT está dedicando seus esforços de exploração para trazer sucesso à Companhia, seus acionistas e para ao povo da Namíbia.", destacou Milton Franke, CEO da HRT. 
Clique aqui para acessar o Comunicado ao Mercado.
Para informações adicionais, entre em contato com a Área de Relações com Investidores da HRT.
Sobre a HRTO Grupo HRT é composto por uma das maiores empresas independentes de exploração e produção de óleo e gás natural do Brasil. A HRT Participações possui oito principais subsidiárias: a IPEX (Integrated Petroleum Expertise Company Serviços em Petróleo Ltda.), a HRT O&G Exploração e Produção de Petróleo Ltda., a HRT Netherlands B.V., a HRT África Petróleo S.A., a HRT América Inc., a Air Amazônia Serviços Aéreos Ltda. e a HRT Canada Inc.. A Companhia detém 55% de participação em 21 blocos exploratórios localizados na Bacia do Solimões. A HRT também é operadora de dez blocos exploratórios na costa da Namíbia: oito blocos na Sub-Bacia de Orange e dois blocos na Sub-Bacia de Walvis. A HRT possui uma equipe composta por doutores e mestres em geologia, geoquímica, geofísica, biologia e engenharia, sendo a maioria deles ex-funcionários da Petrobras e da ANP. A HRT está comprometida em minimizar os possíveis impactos ambientais nos locais onde atua. O compromisso com as comunidades locais passa pela redução dos impactos das operações nas condições de saúde, segurança e qualidade de vida. Para mais informações acesse o site: www.hrt.com.br/ri.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.