Site Webhome permite gerenciar empregados domésticos na web


Nova ferramenta online Webhome ajuda no controle do pagamento e cálculos de faltas e 13º salário para empregados domésticos


GettyImages
Empregada doméstica
Criado há dois meses, o Webhome já reúne dados de 600 empregados domésticos
São Paulo – Um novo site na internet promete ajudar a organizar a vida de quem tem empregado doméstico. Criado há cerca de 2 meses, o Webhome gerencia o pagamento de salário, gera guias de FGTS e INSS e calcula faltas, 13º salário e horas extras, entre outras funções
"O site calcula os benefícios automaticamente e envia alertas em vésperas de datas de pagamento", afirma João Pedro Tonini, sócio-diretor do Webhome. Além disso, um advogadoe atendimento via e-mail e Facebook ajudam a esclarecer dúvidas.
Por meio de um cadastro gratuito, o usuário pode usufruir da página para administrar os dados de um empregado. Em caso de inclusão de mais funcionários, cobra-se uma taxa mensal de 20 reais por pessoa.
"Aqueles que convidarem amigos para usar o sistema ganham um bônus a cada cinco que aceitarem e se cadastrarem", anuncia Tonini. O bônus pode ser trocado pela inclusão gratuita de mais um funcionário no cadastro do usuário.
Um grupo de empresários paulistanos e um advogado criou o site após constatar as dificuldades em lidar com a legislação trabalhista vigente. "Queríamos algo que atendesse às nossas necessidades", explica Tonini.
Segundo ele, um aplicativo com as mesmas funções da ferramenta deve ser lançado dentro de dois meses para Android e iOS. Outro plano é a criação de um registro de horas trabalhadas em que o empregado bata o ponto por meio de um check-in no celular. Ajudando a administrar dados de cerca de 600 funcionários, o Webhome conta com mais de 1.500 usuários cadastrados.
Quase metade deles estão na cidade de São Paulo, que reúne 47% do total da base. Recife (11%) e Belo Horizonte (6,5%) são outros destaques. "A gente quer que o Webhome apareça no Brasil inteiro", conta Tonini – que planeja investimentos em publicidade para divulgar a ferramenta.
O Brasil conta hoje com 7 milhões de empregados domésticos. Em março, a aprovação de uma proposta de emenda constitucional mudou as regras trabalhistas para esse segmento profissional.
Assista aqui ao vídeo de apresentação do Webhome: 

.

.