JBS conta com consumidores japoneses para elevar lucros


A maior produtora de carne bovina do mundo está contando com consumidores do Japão e de outros países asiáticos para ajudar as exportações totais a ultrapassarem US$ 10 bi

Lucia Kassai, da 
Justin Sullivan/Getty Images
Açougueiro corta pedaço de carne bovina
A crescente demanda da Ásia, destino de cerca de um terço das exportações de carne bovina, de porco e de frango da JBS, pode ajudar a reduzir a dívida da empresa

JBS SA, maior produtora de carne bovina do mundo, está contando com consumidores do Japão e de outros países asiáticos para ajudar as exportações totais a ultrapassarem US$ 10 bilhões pela primeira vez neste ano.

“Estou muito otimista em relação ao Japão”, disse o presidente da JBS, Wesley Batista, 43, em entrevista na sede da companhia em São Paulo. O país é o terceiro maior importador de carne bovina do mundo. “Vamos aumentar os volumes e o mix de produtos na exportação.”
A JBS está elevando os embarques depois que o Japão aliviou as restrições a importações e a China se tornou seu maior mercado. A companhia teve um aumento de 30 por cento nas vendas para a Ásia no primeiro trimestre deste ano, na comparação anual.
A crescente demanda da Ásia, destino de cerca de um terço das exportações de carne bovina, de porco e de frango da JBS, pode ajudar a reduzir a dívida após o irmão de Batista, ex- presidente Joesley Batista, fazer US$ 2,3 bilhões em aquisições, transformando o negócio familiar em um grupo de US$ 10 bilhões.
O retorno de 17 por cento da JBS nos últimos 30 dias faz com que ela tenha o melhor desempenho entre os cinco maiores frigoríficos do mundo por valor de mercado, segundo dados compilados pela Bloomberg.
A ação está sendo negociada a 11,3 vezes a estimativa de lucro para 2013, comparado com uma relação de 24 da BRF SA, maior companhia de processamento de alimento do Brasil, e 19 da Marfrig Alimentos SA, segunda maior.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.