Contagem regressiva no BVA


Por Clayton Netz

Na noite desta quinta feira (23), menos de 10 dias depois de haver anunciado que estava desistindo da compra do BVA, atualmente sob intervenção do Banco Central, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, presidente do grupo Caoa, vai reunir-se com assessores e executivos das empresas Brasil Plural e Solfin Investimentos, que lhe apresentarão um balanço das negociações realizadas na última semana para salvar a operação.

A reviravolta foi possibilitada pela blitz empreendida  na semana passada pelas duas consultorias junto aos credores mais recalcitrantes do banco. A meta era obter um deságio de 65% sobre R$ 900 milhões aplicados no BVA, o que teria sido praticamente alcançado. Na reunião de hoje à noite os participantes farão um levantamento do total de deságio obtido, bem como avaliarão a qualidade da documentação apresentada pelos credores. Caso esteja tudo nos conformes, é possível que ainda na sexta feira (24), Oliveira Andrade encaminhe ao BC um proposta oficializando a compra do BVA.

.

.