BTG cobra do UBS R$ 2,4 bi em impostos referentes ao Pactua


l

Segundo Estadão, banco suíço não pagou impostos entre os anos de 2006 e 2009 do Pactual no Brasil

Germano Lüders/EXAME.com
André Esteves, controlador do BTG Pactual
André Esteves, controlador do BTG Pactual
São Paulo – O BTG comprou a operação do Pactual em 2009 do UBS e agora quer acertar com o banco suíço um débito que pode chegar a 2,4 bilhões de reais referentes aimpostos.
Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, desta quarta-feira, a dívida é do período em que o UBS administrou o Pactual, entre os anos de 2006 a 2009, e está sendo cobrada pelas autoridades brasileiras.
Ainda de acordo com a reportagem, o UBS está questionando legalmente o valor da cobrança feita e acredita que os valores são menores aos cobrados pelas autoridades brasileiras. 
O BTG comprou do UBS o Pactual em abril de 2009 e pagou pelo banco 2,5 bilhões de dólares.  
 

.

.