Eike aposta em novos executivos para conter queda nas ações


O novo grupo de executivos inclui Luiz Carneiro, que assumiu o cargo de diretor-presidente da OGX Petróleo & Gás Participações SA

Juan Pablo Spinetto, da 

Empresário Eike Batista
A queda dos papéis levou Eike Batista a se comprometer a gastar até US$ 2 bilhões do próprio bolso para fortalecer o caixa da OGX e da OSX Brasil SA
São Paulo - O bilionário Eike Batista está apostando que as mudanças feitas no comando de suas empresas vão conseguir recuperar a confiança de investidores depois que as frustrações com resultados e atrasos na produção eliminaram US$ 15 bilhões em valor de mercado das companhias este ano.

Eike, 56, vai apresentar sua nova equipe a investidores em Nova York esta semana. O novo grupo de executivos inclui Luiz Carneiro, que assumiu o cargo de diretor-presidente da OGX Petróleo & Gás Participações SA. Carneiro é um dos cinco executivos de alto escalão nomeados para o grupo desde junho. As ações da OGX acumulam baixa de 64 por cento este ano.
A queda dos papéis levou Eike a se comprometer a gastar até US$ 2 bilhões do próprio bolso para fortalecer o caixa da OGX e da OSX Brasil SA, empresa de serviços à indústria de petróleo. Ele também acenou com a possibilidade de vender participações para estrangeiros e de fechar o capital da LLX Logística SA, que será uma operadora de portos.
As quatro maiores empresas do grupo com capital aberto tiveram um prejuízo antes de juros, impostos, epreciações e amortizações de US$ 198 milhões nos primeiros nove meses do ano. O resultado está abaixo da projeção feita por Eike em março, que era de uma geração de caixa de US$ 1 bilhão este ano.
“Eike é um empreendedor maravilhoso, um ótimo vendedor e acho que ele vendeu ganhos e lucros antes que se tornassem realidade”, disse Arthur Byrnes, que administra cerca de US$ 800 milhões na Deltec Asset Management LLC em Nova York e que pretende ir à apresentação de Eike e sua equipe. “Ele prometeu demais e entregou de menos.”
“O Grupo EBX está capitalizado, com cerca de US$ 9 bilhões em caixa, recursos suficientes para garantir a execução dos projetos desenvolvidos no País. Todas as companhias de capital aberto do Grupo EBX vêm cumprindo seus planos de negócios, com funding substancialmente equacionado para os próximos anos”, disse a companhia em resposta por e-mail a pedido de comentários da Bloomberg.



PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.