Compromisso de Eike de US$1 bi não consegue impulsionar OGX


Os rendimentos da emissão de US$ 2,56 bi em títulos de 2018 subiram 2,5 pontos percentuais este ano para 11,45%

Boris Korby, da 
Fernando Cavalcanti
Raymond James eleva preço-alvo para OGX
Eike Batista: a OGX, que tem reservas de R$ 5,1 bi em caixa, ficará sem dinheiro em menos de dois anos anos caso permaneça com o atual ritmo de gasto de recursos 
São Paulo - O compromisso de Eike Batista de aportar US$ 1 bilhão para fazer frente à diminuição de caixa da OGX Petróleo & Gás Participações SA não está conseguindo conter a maior onda de venda de papéis do mercado de dívida.

Os rendimentos da emissão de US$ 2,56 bilhões em títulos de 2018 subiram 2,5 pontos percentuais este ano para 11,45 por cento, maior aumento entre emissores externos que não deixaram de cumprir seus compromissos.
A trajetória se aprofundou mesmo depois de OGX dizer, no mês passado, ter conseguido um “put” de Eike que permite à empresa exigir dele a subscrição de até US$ 1 bilhão em ações ordinárias.
A taxa média para títulos de mercados emergentes que compartilham o rating B da OGX pela Standard & Poor’s caiu 2,96 pontos percentuais no período, para 9,96 por cento, de acordo com o Bank of America Corp.
A OGX atrasou a produção e reduziu metas depois do bilionário de 56 anos ter atraído investidores para uma companhia sem histórico e sem receita com a promessa de que ela se uniria à Petróleo Brasileiro SA na exploração das maiores descobertas de petróleo das Américas na última década.
A OGX, que tem reservas de R$ 5,1 bilhões em caixa, ficará sem dinheiro em menos de dois anos anos caso permaneça com o atual ritmo de gasto de recursos em caixa, mostram dados compilados pela Bloomberg.

“Eles vieram ao mercado como uma startup, com bons ativos, reservas e potencial, mas não foram capazes de realizar muito até agora em termos de sucesso de perfuração”, disse Richard Segal, diretor de mercados emergentes da Jefferies Group Inc., em entrevista por telefone de Londres. A opção garantida por Eike “é uma dessas coisas com as quais você não quer contar muito até que esteja no banco.”

“A preocupação é que o futuro é mais uma história de liquidação, e os investidores terão o retorno dessa forma, mais do que de uma história de sucesso.”
A OGX está plenamente financiada e sua posição de caixa atual é suficiente para que venha a se ter fluxo de caixa positivo, segundo a assessoria de imprensa em e-mail de resposta a perguntas.
Eike disse em um comunicado em 25 de outubro que a decisão de adquirir mais ações mostra seu comprometimento com a companhia. “Essa opção sustenta minha confiança na expertise técnica da OGX e na qualidade dos ativos, assim como nas novas oportunidades que o setor de petróleo e gás oferece”, disse Eike.

.

.