Juro médio de empréstimos cai para menor nível histórico em agosto Compartilhar:


A taxa média de juros das operações referenciais de crédito do sistema financeiro caiu 0,6 ponto percentual entre julho e agosto, atingindo 30,1% ao ano, o menor nível da série histórica calculada pelo Banco Central (BC), com início em junho de 2000.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pela autoridade monetária. O governo iniciou em abril uma cruzada pela redução do juro no crédito. Este é o sexto mês consecutivo de queda nas taxas médias.
O recuo foi puxado pelas operações direcionadas às pessoas físicas, cujo custo caiu 0,6 ponto percentual no mês passado, para 35,6% ao ano, também novo recorde mínimo. Para as empresas, a média caiu de 23,6% para 23,1% ao ano.
Os spreads bancários (diferença entre o custo de captação dos bancos e a taxa cobrada dos clientes) caíram de 23 pontos percentuais em julho para 22,5 pontos em agosto, um pouco acima do patamar mínimo histórico, registrado em dezembro de 2007 (22,34 pontos percentuais).
Nas operações com pessoas físicas, a diferença entre as taxas de captação dos bancos e as aplicadas aos clientes, que era de 28,4 pontos em julho, caiu para 27,7 pontos em agosto. As empresas, por sua vez, contrataram crédito com spread de 15,7 pontos em agosto, ante 16 pontos no mês anterior.

.