Lucro das empresas brasileiras despenca 47% no 2º trimestre


Segundo a consultoria Economática, ganhos foram quase 24 bilhões de reais menores que os dos mesmo período de 2011

  
 



Agência do Itaú em São Paulo
Agência bancária: setor financeiro segue na liderança, mas também lucra menos
São Paulo – O balanço do segundo trimestre não deixará saudades para a maioria das empresas brasileiras listadas em bolsa. De acordo com a consultoria Economática, o lucrolíquido dessas companhias despencou 47,1% no período, em relação ao segundo trimestre de 2011.
Em valores, as 316 companhias de capital aberto no Brasil lucraram 26,9 bilhões de reais entre abril e junho, ante 50,9 bilhões no intervalo comparado. Segundo a Economática, o setor bancário segue como o mais lucrativo, com 11,6 bilhões de reais em ganhos. O volume, porém, é 11% inferior ao de 2011.
A consultoria constatou queda nos lucros em 14 dos 24 setores analisados. O setor que mais sofreu foi o de petróleo e gás, cujo resultado despencou de 50 milhões de reais positivos, no segundo trimestre de 2011, para 426 milhões de reais negativos neste ano.
Já o setor têxtil foi o que mais ampliou seus ganhos no período, passando de 43 milhões para 285 milhões de reais – um salto de 566%.

.

.