Eike agora divide status de mais rico do Brasil com Lemann, diz Forbes


Revista Forbes Brasil volta ao mercado com lista dos 74 bilionários do país.

Fortuna de Eike é avaliada em R$ 30,26 bi e a de Lemann em R$ 29,3 bi.

Do G1, em São Paulo
Capa da revista Forbes que chega às bancas nesta terça-feira (Foto: Divulgação)
Capa da revista Forbes que chega às bancas
nesta terça-feira (Foto: Divulgação)
O empresário Eike Batista, do Grupo EBX, deixou a liderança isolada do ranking dos mais ricos do país e agora divide esse status com o empresário Jorge Paulo Lemann, segundo nova lista dos maiores bilionários brasileiros da revista Forbes Brasil, que será lançada nesta terça-feira (7).
A edição com com o ranking das 74 maiores fortunas individuais ou familiares do país marca o retorno da revista ao país, que agora será editada pela BPP LTDA, que também publica a Billboard Brasil.
Com o título "Eike e Lemann - empate técnico", a reportagem afirma que, segundo os cálculos da Forbes, Eike tem hoje um patrimônio de R$ 30,26 bilhões, enquanto Lemann possui R$ 29,3 bilhões.
Lemann é um dos controladores da InBev, maior fabricante de cerveja do mundo. Outro negócio feito recentemente pelo empresário junto com os também brasileiros Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles foi a compra da rede de lanchonetes americana Burger King por US$ 4 bilhões.
"Foi preciso menos de meio ano para que encolhesse drasticamente a diferença de cifrões que separa os impérios financeiros de Eike Batista e Jorge Paulo Lemann”, afirma a jornalista Lurdete Ertel, que assina a reportagem.
Segundo a Forbes, a fortuna de Lemann “foi fermentada pela venda de uma participação de 29% na Burger King, por US$ 1,4 bilhão”.  Já Eike, segundo a revista, foi “virtualmente empobrecido pelo escorregão das ações de seu grupo em notícias de uma produção de petróleo mais murcha do que o esperado pela OGX”.
A reportagem destaca que os empresários administram suas fortunas de modos distintos e afirma que ambos se admiram mutuamente, apesar da diferença de estilos. Para ilustrar o lado mais midiático de Eike o o comportamento mais discreto de Lemann, a Forbes se vale da presença dos nomes dos bilionários na internet, afirmando que Eike foi citado em mais de 2 milhões de páginas da erb em 2011 e Lemann em apenas 20 mil.
A lista da Forbes difere do ranking da agência Bloomberg, que nesta segunda-feira (6) apontava Eike como 22º mais rico do mundo, com US$ 21,3 bilhões, e Lemann como 2º do Brasil e 34º do mundo, com fortuna estimada em US$ 17,6 bilhões.
A revista Forbes já circulou no país entre os anos de 2000 e 2007, mas fechou após o término do contrato entre a Forbes Inc. e a CBM, empresa de Nelson Tanure. A nova edição nacional chega ao mercado pelas mãos do publisher Antonio Camarotti.
A 23ª edição da Forbes Brasil chega às bancas com preço de capa de R$19,90 e tiragem anunciada de 50 mil exemplares.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.