Número de milionários cresce no Brasil e chega a 165 mil


Apesar de continuar na 11ª posição em ranking global de milionários, o país aproxima-se da Itália, onde o número caiu

 

Jo Yong hak/Reuters
Cédulas de dólares
Nos Estados Unidos, Japão e Alemanha estão 53,3% dos milionários de 2011
São Paulo – O número de milionários no Brasil cresceu 6,2% em 2011 em relação ao ano anterior e chegou a 165.000. A quantidade mantém o país na 11ª posição do ranking global de países com maior número de milionários, segundo o estudo World Wealth Report, da Capgemini e da RBC Wealth Management. Mas o país está mais próximo do 10º colocado, aItália
A expansão brasileira foi a mais significativa entre as maiores economias. No ano passado, o Brasil teve 10.000 novos milionários e foi o local onde esse segmento da população mais cresceu porcentualmente entre as grandes economias do mundo. A renda nacional bruta, poupança nacional, imóveis e outros indicadores são positivos no Brasil, segundo o relatório. 
Enquanto isso, na Itália, o 10º colocado da lista, a recessão levou à diminuição no número de milionários, segundo o estudo. Lá, o número caiu de de 170.000 para 168.000 pessoas. 
Mundo
A liderança do ranking segue com os Estados Unidos, seguido por Japão e Alemanha. Juntos, os três países possuem 53,3% dos milionários de 2011. Mas essa participação vem caindo, segundo o estudo. Em 2006, eles eram responsáveis por 54,7%.
Pela primeira vez, a região Ásia-Pacífico tornou-se berço de maior número de milionários do que qualquer outra região. O número na Ásia-Pacífico aumentou em 2011, apesar da crise na Europa e da queda de demanda por bens dessa região. Já na América do Norte, o número caiu. Os valores caíram tanto nos EUA quanto na Ásia-Pacífico.
Há 3,37 milhões de milionários na região Ásia-Pacífico. A América do Norte, com 3,35 milhões de milionários, segue na liderança em valores, com 11,4 trilhões de dólares.
O volume de dinheiro dos milionários diminuiu 1,7% em 2011, apesar do número de milionários ter pouco mudado. Índia e Hong Kong lideram entre os países que mais perderam milionários em 2011. No mundo, há 11 milhões de milionários, com um volume total de 42 trilhões de dólares.
O declínio reflete o impacto desproporcional de perdas entre os escalões mais elevados de riqueza, em que os investidores costumam ter maior tendência a investir em ativos menos líquidos ou mais arriscados, segundo o estudo.
O estudo considera milionárias as pessoas com mais de 1 milhão de dólares disponíveis para investimento. 
Os 10 países – e o Brasil - com maior número de milionários:
PaísesNúmero de milionáriosCrescimento entre 2010 e 2011
1º - Estados Unidos3.068 mil-1.2%
2º - Japão1.822 mil4.8%
3º - Alemanha951 mil3.0%
4º - China562 mil5.2%
5º - Reino Unido441 mil-2.9%
6º - França404 mil1.9%
7º - Canadá280 mil-0.9%
8º - Suíça252 mil3.6%
9º - Austrália180 mil-6.9%
10º - Itália168 mil-1.3%
11º - Brasil165 mil6.2%

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.