Nova Bolsa em 2013: Direct Edge esclarece seus planos



A norte-americana Direct Edge pretende solicitar à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), até o próximo mês, autorização para montar uma nova bolsa de valores no Brasil até 2013, informa reportagem do jornal Folha de S.Paulo. O maior obstáculo, segundo Anthony Barchetto, diretor de estratégia corporativa da companhia, é o uso dos serviços de clearing da CBLC, hoje controlados pela BM&FBOVESPA. A nova Bolsa ficará sediada no Rio de Janeiro e poderá listar empresas que já negociam suas ações na BM&FBOVESPA. Ao ser anunciada, em novembro de 2011, a Direct Edge pretendia iniciar suas operações até o final deste ano. A Direct Edge é uma das mais novas bolsas dos Estados Unidos e um de seus pontos fortes é o de já ter nascido totalmente eletrônica. Segundo seu CEO, Bill O’Brien, será essa tecnologia que estabelecerá a diferença entre a Direct Edge e as demais bolsas de valores.

PARCEIROS E COLABORADORES UTILIZAM:

.