IPO do Facebook deixa Zuckerberg mais rico que fundadores do Google



AP Photo/Paul Sakuma, File
Fortuna de Zuckerberg está avaliada em US$ 19,1 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index
A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Facebook de US$ 16 bilhões tornou o fundador da rede social, Mark Zuckerberg, de 28 anos de idade, a 29ª pessoa mais rica do mundo.
O Facebook vendeu 421,2 milhões de ações por US$ 38 cada. A esse preço, as 503,6 milhões de ações e opções em poder de Zuckerberg estão avaliadas em US$ 19,1 bilhões, deixando o jovem empresário mais rico que os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, segundo o Bloomberg Billionaires Index, índice que mede a fortuna dos executivos.

"Zuckerberg não pensa sobre sua riqueza", disse David Kirkpatrick, autor de “The Facebook Effect”. "Isso é um sucesso para qualquer um. Não há como ser visto de outra forma."
O presidente do Facebook começou a empresa sediada em Menlo Park, na Califórnia, com colegas de classe de Harvard aos 19 anos de idade. Hoje, são mais de 900 milhões de usuários e uma receita de US$ 3,7 bilhões em 2011.  
Zuckerberg vendeu 30,2 milhões de ações por US$ 1,15 bilhão durante a oferta. Boa parte desse rendimento será usada para pagar impostos.
A avaliação do Facebook em US$ 104,2 bilhões cristaliza a fortuna dos outros três cofundadores da rede social. A de Dustin Moskovitz, 27, que dividia o quarto com Zuckerberg em Harvard, vale agora US$ 5,1 bilhões. Ele detem 133,7 milhões de ações classe B da companhia e vai vender 7,5 milhões de ações.
Moskovitz foi o primeiro diretor de tecnologia do Facebook e deixou a companhia com seu colega Justin Rosenstein em 2008. Juntos eles fundaram a empresa de software Asana, que recebeu US$ 9 milhões em investimento das empresas de venture capital Andreessen Horowitz e Benchmark Capital em 2009.
Eduardo Saverin, 30, tem uma fortuna estimada em US$ 2,7 bilhões. Ele detinha aproximadamente 4% das ações do Facebook antes do IPO. O brasileiro renunciou à sua cidadania americana no ano passado e mora hoje em Cingapura. A mudança de país pode ter feito Saverin economizar US$ 67 milhões em impostos federais, segundo dados compilados pela Bloomberg.
Saverin não aceitou falar sobre o assunto em uma entrevista telefônica de sua casa em Cingapura. "Em fui obrigado e vou pagar centenas de milhares de dólares em impostos ao governo dos Estados Unidos", disse ele em um comunicado ontem.
O confundador Christopher Hughes, 28, detém cerca de 22 milhões de ações do Facebook, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto. A US$ 38 a ação, sua riqueza fica em US$ 836 milhões. Hughes, que comprou a revista New Republic, de Washington D.C., em março de 2012 por menos de US$ 5 milhões, tem mais de US$ 100 milhões em dinheiro e imóveis.
(Bloomberg)

.