Petrobras: Vazamento da Chevron pode respingar na empresa



A Petrobras (PETR4) pode ter que arcar com até 30% da multa aplicada à Chevron (NYSE:CVX) e Transocean (NYSE:RIG) no vazamento de petróleo no Campo de Frade, ocorrido no final do ano passado, segundo afirmação da companhia em um comunicado ao órgão que regula o mercado de capitais dos EUA, informa reportagem da revista Exame. O percentual é referente à participação da Petrobras no bloco operado pela Chevron, na Bacia de Campos. A informação contraria a afirmação de Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, em entrevista ao jornal O Estado De S.Paulo no final do março. Na ocasião, ao ser questionado se a Petrobras também teria de ser responsabilizada no vazamento, como sócia da Chevron, Lobão rebateu e disse que a responsabilidade, neste caso, é do operador.

.

.