Hypermarcas: Lucros viraram prejuízos



Após cair mais de 60% na Bolsa em 2011 e configurar com uma das maiores quedas do Ibovespa no ano passado, a Hypermarcas (HYPE3), injustiçadamente na opinião de alguns analistas, se tornou um patinho feio na Bolsa. Com os resultados apresentados neste final semana a história da companhia deverá se tornar ainda mais difícil. No ano passado a companhia passou de um operação lucrativa para deficitária, com prejuízo R$54,7 milhões. No entanto, uma empresa que apresentou uma margem de lucro bruto de mais de 60% no ano passado faz alguma coisa certa. O que parece atrapalhar atualmente o resultado da companhia foi a escolha de concentrar suas operações, mesmo que em setores mais lucrativos, à base de endividamento. A administração da companhia já colocou aquela fantástica margem de lucro para trabalhar: em apenas um trimestre a dívida líquida da companhia caiu 15,8%, para R$2,74 bilhões. Se a companhia conseguir, trimestre a trimestre, reduzir sua dívida e deixar a margem de lucro se transferir aos acionistas, ao invés de ir para os credores, quem sabe, descubra-se ao final da história, que o patinho feio seja mesmo um belo cisne.

.

.